VLT

Obras do VLT de Cuiabá só poderão ser retomadas com aval da justiça

As obras do VLT – Veículo Leve sobre Trilhos entre Cuiabá e Várzea Grande só poderão ser retomadas com o aval da justiça, segundo declaração do secretário de Infraestrutura de Mato Grosso, Marcelo Oliveira. As informações são do site “O Documento“.

O VLT é um assunto que está judicializado. Nós temos que ter muito cuidado porque teve acordo de delação que mostra claramente que houve corrupção no processo. Acho que a gente tem que ter muita calma e esperarmos a definição que está sendo construída, trabalhada judicialmente. É preciso tomar esse cuidado para que a gente não incorra em novos erros”, declarou o secretário.

As obras estão paradas desde 2014.  “Temos que ver qual vai ser a decisão da justiça. Ao governo só resta esperar isso. Saiu a decisão da justiça, aí sim, decisão da justiça é acatada. Agora, hoje, o contrato está rompido pela justiça”, afirma o titular da pasta.

Há uma expectativa para a retomada das construções com a ação do procurador-geral da República, Augusto Aras, que tem como objetivo destravar projetos de infraestrutura no País. O VLT faz parte da lista do procurador-geral. Trata-se do Programa Destrava em parceria com o Tribunal de Contas da União.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios