Foto: Samuel Rocha
SPTrans

Subsídio às empresas de ônibus em São Paulo subiu 26% na quarentena

A prefeitura de São Paulo aumentou em 26% os subsídios pagos as empresas de ônibus entre os meses de abril e maio deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com uma reportagem da Folha de São Paulo.

Foram R$ 118 milhões extras durante a quarentena, e o motivo é a queda do número de passageiros e a redução da frota de ônibus em circulação na capital paulista. São R$ 574,7 milhões nesta ano, contra R$ 455,9 milhões repassados em 2019.

O subsídio, além de bancar o sistema, evita que os valores sejam repassados aos usuários. O valor atual de R$ 4,40, custaria R$ 7,12 sem o subsídio.

A prefeitura disse ainda ao jornal ainda que, “durante o período da quarentena, a demanda diária de passageiros variou entre 25 e 40%, impactando diretamente na arrecadação do sistema, enquanto a frota disponível se manteve sempre acima de 50%, chegando ao pico de 92% na última semana.”

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios