Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
Greve Metrô SP

Greve do Metrô de São Paulo pode ter catracas livres nesta quarta-feira (1º)

Metroviários podem realizar uma greve diferente na próxima quarta-feira, 1º de julho de 2020. O modelo da paralisação poderá ser com as catracas liberadas, e com os trens operando normalmente, segundo uma live promovida pela entidade na noite desa segunda-feira, 29 de junho.

Os representantes dos trabalhadores devem bater o martelo em uma assembleia online nesta terça, para definir o rumo da greve e se implantam o modelo catraca-livre.

A categoria diz que o Metrô quer reduzir benefícios e impedir o aumento de salários. Procurado pelo Via Trolebus, o Metrô não se manifestou.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    • Gênio!

      E quem é o patrão do Metrô e dos metroviários? O povo (você não sabia que o Metrô é uma empresa pública?). Logo, quem vai arcar com o prejuízo das catracas será a população (com aumento de impostos ou remanejamento de recursos de outras áreas para cobrir o rombo).

      • Ué, então o que você, gênio, prefere? Que eles façam a greve impedindo o povo de usar o transporte público??? O dinheiro do povo vai continuar indo pro governo, então prefiro que se gaste com o povo podendo usar o transporte do que deixando mofando nos cofres do Estado.

        • Claro, governo que não pensa no povo desconta no povo mesmo! O povo não é o dono do metrô? Então não pode deixar de ser servido por causa de uma greve!

  • Os sindicalistas falam como se tivessem descoberto a roda.
    Depois de tanto ferrar a vida do cidadão consecutivamente com suas greves e besteiras, finalmente encontraram uma forma de não atrapalhar a vida do pagador de impostos.
    Não está feliz com seu emprego? Apenas mude, e não atrapalhe a vida de quem não compartilha de sua agenda política nefasta.

  • Galera, pra quem não viu a live ou não entende como funciona, a liberação das catracas ao invés da greve depende do Metrô, os funcionários infelizmente não podem fazer isso por conta, todo ano o sindicato faz essa proposta e o Metrô nunca aceita. Gostaria que o dono do site fosse mais responsável com as publicações pois dá a entender que só depende dos funcionários fazer isso.

Publicidade

Anúncios