Foto: Samuel Rocha
SPTrans

Frota de ônibus em São Paulo chega a 71,62% nesta segunda-feira (08)

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes e a SPTrans, informaram por meio de neste domingo que a partir da segunda-feira, 8 de junho de 2020, que vai acrescentar 784 ônibus dos 2 mil previstos para operar em caso de necessidade.

Segundo a pasta, a frota em circulação será de 9.178 veículos ou 71,62% da frota operacional nos dias úteis pré-quarentena, sem oscilação nos entre picos. A ação é preventiva com a nova fase da quarentena, já prevendo mais pessoas nas ruas.

Ônibus apenas com passageiros sentados

A SPTrans já enviou uma circular para as empresas concessionárias de ônibus orientando para que as viagens sejam realizadas sem exceder a capacidade máxima de passageiros sentados. Assim, os motoristas terão autorização para não parar em pontos de embarque caso o ônibus já tenha todos seus assentos ocupados.” – diz nota da SMT.

Foto: Samuel Rocha

Neste sábado, a prefeitura de São Paulo, por meio da São Paulo Transporte – SPTrans, publicou em seu site uma série de recomendações para as operadoras e para os passageiros na utilização do sistema de ônibus, nesta nova fase da quarentena na capital paulista.

Entre as recomendações aos usuários estão:

  • Evitar comer e conversar dentro do ônibus;
  • Aguardar ônibus com menos passageiros
  • Manter janelas dos coletivos abertas

Já para as operadoras, as obrigações e recomendações são estas dentre muitas:

  • Recomendação de proteção por meio de cabines ou isolamento da posição do motorista.
  •  Limpeza e higienização dos ônibus. A limpeza deve ser feita em balaústres, corrimãos, assentos e outros itens em que haja contato dos passageiros, nas garagens e no intervalo entre as viagens.
  • Reforço na limpeza de ar condicionado;
  • Uso preferencial de veículos sem ar-condicionado;
  • Realizar viagens sem exceder a lotação de passageiros sentados

Já a prefeitura deverá, entre outras ações, disponibilizar ônibus vazios em pontos estratégicos com maior demanda, e controlar a entrada dos passageiros nos ônibus nos terminais.

A lista completa das recomendações estão no site da SPTrans

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios