Metrô SP

Diretor do Sindicato dos Metroviários de SP morre vítima da Covid-19

O sindicato dos metroviários informou na noite desta quarta-feira, 17 de Junho de 2020, que o diretor da entidade, Armando Ramos Norberto, conhecido como Armandinho, morreu vitima do novo coronavírus. Armandinho era Oficial de Manutenção Industrial (Mecânico) e trabalhava no Pátio Itaquera. Tinha 59 anos e foi admitido na empresa em 13 de fevereiro de 1989.

É o primeiro metroviário em serviço a morrer em consequência da Covid-19. O funcionário era militante em defesa dos direitos dos trabalhadores e fazia parte da atual diretoria do Sindicato e, antes disso, participou das seguintes gestões sindicais: 2004/2007, 2007/2010, 2016/2019. Estava afastado desde o dia 29 de maio. Armandinho deixa mulher, filho, enteados e netos.

Segundo a entidade, ao menos 122 metroviários foram diagnosticados com a doença.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios