Mobilidade Urbana

Shoppings e comércios poderão ser abertos em SP a partir do dia 1º, mas somente após avaliação da prefeitura

O prefeito Bruno Covas, em entrevista coletiva nesta quinta-feira, 28 de Maio de 2020, anunciou a volta às atividades de setores produtivos. Fazem parte dessa abertura, atividades imobiliárias, concessionarias de veículos, escritórios, comércio e shopping centers. O retorno, no entanto, não deve ser imediato e Covas não estipulou um prazo concreto.

Os setores devem apresentar à prefeitura, protocolo de higiene e de fiscalização, além de politicas de comunicação. Estes protocolos devem ser validados pela área de vigilância sanitária. Escolas e creches ainda não serão reabertas.

As associações devem enviar os pedidos a partir do dia 1º de junho, por meio de um site.

Fluxo: Setores enviam as propostas >>> Prefeitura avalia >>> Vigilância aprova reabertura.

Aumento na frota de ônibus

Sobre um eventual aumento no uso do transporte coletivo, Covas disse que deixou determinado que as operadoras reservem mais 2 mil ônibus para a volta de setores produtivos. Atualmente o sistema conta com 65% da frota em dia útil. Dos quase 15 mil ônibus, são 8.394 veículos atualmente em circulação.

A reabertura de atividades abrangem imobiliárias, concessionarias de veículos, escritórios, comércio e shopping centers.

 

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios