CPTM

Projeto prevê nova estação da CPTM na Avenida Interlagos

Nesta semana, o Via Trolebus divulgou um vídeo/texto com as 9 curiosidades da Linha 9-Esmeralda, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM. E um dos tópicos apresentados foi uma nova estação prometida para a ferrovia que liga Osasco até o Grajaú: A Estação Pedreira.

A nova parada é um projeto que surgiu em meados de 2010, prevendo sua construção em meados de 2025. Dados apontam que a estação receberia diariamente 10 mil passageiros.

A estação Pedreira seria erguida entre as estações Jurubatuba e Autódromo, às margens da Ponte Jurubatuba, com o mezanino sendo construído em sua margem leste.

Integração intermodal

É previsto ainda a implantação de um terminal de ônibus integrado à estação, ao lado da Avenida Interlagos, eixo importante de deslocamento que serve de passagem para diversas linhas de ônibus. Os trajetos ligam o extremo sul até localidades mais próximas do centro da capital.

Prazos?

Apesar do projeto, não há qualquer movimentação nos sentido de construção da estação. As minutos do edital de concessão das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda para a iniciativa privada, não indicam que a nova parada seria erguida pelo novo operador.

 

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Como sempre, não há nenhuma menção sobre a integração com a Ciclovia Rio Pinheiros ou bicicletário. A intermodalidade entre bicicleta e o transporte público sempre fica em segundo plano pro governo estadual, sendo que é uma das soluções mais importante de um projeto como esse.

    • Esse ciclovia do Rio Pinheiros é só um enfeite bonito na paisagem, que alguns grupo de ciclistas carentes de opções adotaram e aceitaram. Na prática, é uma ciclovia inútil e que só agregou problemas para a sociedade. O ideal seria a ciclovia integrada fisicamente à marginal (removendo uma de suas pistas) e aos lotes/edificações, não essa aberração presa entre uma ferrovia de alta circulação e um rio poluído.

      Além disso, esse projeto de estação é um mero esboço. Sendo assim, não é preciso detalhar nada nele (nem sequer a viabilidade da estação foi analisada). Você exige muito de mero esboço de algo que sequer sabemos se sairá do papel.

Publicidade

Anúncios