Trem de Carga

Renovação da Rumo deve duplicar escoamento de cargas em ferrovias da concessão

Com a renovação da concessão da Rumo, o Governo Federal espera aumentar o tráfego de mercadorias em trens de cargas, dos atuais 30 milhões de toneladas por ano para 75 milhões de toneladas até o sexto ano da nova concessão.

A concessão para a rede de 1989 km foi concedida à Ferroban em 1998 e venceria em 2028. A Ferroban se tornou a ALL em 2008, que por sua vez foi adquirida pela Rumo em 2016. A concessão permanecerá por mais 30 anos até 2058.

“A renovação da rede Rumo Paulista marca um avanço para o setor, pois promove a cadeia produtiva e a criação de empregos no Brasil”, diz o ministro da Infraestrutura do Brasil, Tarcísio Gomes de Freitas. “Estamos dando um grande passo na diversificação da matriz de transporte brasileira”, afirmou.

A rede atende o estado de São Paulo e vai de Santa Fé do Sul, na fronteira com o estado de Mato Grosso do Sul, até o porto de Santos. Os principais produtos transportados na rede são milho, soja, açúcar, farelo de soja, minério de ferro, óleo diesel, contêineres, celulose, álcool, manganês e gasolina.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios