Recordar é viver

Expresso Turístico da CPTM já foi cogitado para Campos do Jordão e Aparecida

Um atendimento de trem turístico partindo da Luz em direção a Campos do Jordão, ou então Aparecida do Norte. Os dois destinos já tiveram no radar da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM para integrar à lista de trajetos de seu serviço turístico. Além disso, era cogitado uma outra linha para São Roque. É o que foi publicado no Jornal Folha de São Paulo de 2011.

Da Luz até Campos do Jordão seriam 207 km, e quase sete horas de duração só na ida. O chamado Trem da Montanha seria a mais longa linha ferroviária de passageiros do Estado de São Paulo.

Já para Aparecida do Norte, seriam 180 km, apelidado na época de Trens do Romeiros. E por fim, o Trem do Vinho, da Luz para São Roque, em uma viagem de 66 km.

O trecho Luz e Campos do Jordão estava previsto uma troca de trens, em Pindamonhangaba, uma composição elétrica, que faz a subida da serra da Mantiqueira até o Capivari, centro da badalação da estância, já que a bitola dos dois trechos são diferentes.

Foto: Luiz Coelho

Mas de 2011 até 2020, o projeto não vingou e não há qualquer menção de tirar do papel os novos roteiros. O Expresso Turístico segue com as viagens habituais, entre a Estação da Luz, em São Paulo, e Paranapiacaba, Mogi das Cruzes e Jundiaí.

Roteiro para Santos descartado

Durante conversas com representantes de sites e blogs especializados em transporte, em julho de 2019, o presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, Pedro Moro, descartou a possibilidade do atendimento do Expresso Turístico entre São Paulo e a Baixada Santista.

No final do mês de junho do ano passado, uma comitiva fez uma segunda viagem entre as duas regiões por meio de um trem da CPTM. Estiveram a abordo da composição técnicos, gestores, além de autoridades como o vice-governador Rodrigo Garcia e o secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy. Ambos postaram no Instagram fotos do percurso. O trajeto foi de São Paulo a Baixada Santista por meio de Paranapiacaba e a Serra do Mar.

De acordo com o presidente da CPTM, a viagem foi para analisar a via para implantação do Trem Intercidades. Nas redes sociais, a operadora informou que “…foi uma viagem técnica para analisar os trilhos para embasamentos de estudos que estão sendo realizados.”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios