CPTM

CPTM divulga novamente estudos de levar a Linha 10-Turquesa para a Luz

Em um balanço de 2019 divulgado no Diário Oficial do Estado, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM divulgou que estuda implantar atendimentos na Linha 10-Turquesa até a Estação da Luz. Segundo o documento, a medida seria para aliviar o fluxo de passageiros na Linha 2-Verde:

“São previstos, após a conclusão de todo programa, dois loops operacionais (Luz – Rio Grande da Serra e Luz – Mauá), acessibilidade de todas as estações, renovação da frota, modernização e ampliação dos sistemas. Desta forma, a Linha 10 – Turquesa aumentará sua capacidade de suporte à rede integrada de transporte sobre trilhos, uma vez que auxiliará no equilíbrio do sistema metroferroviário, aliviando aliviando especialmente o fluxo de passageiros da Linha 2 – Verde do Metrô” – diz o texto.

Atendimento suprimido

O serviço entre a Luz e Rio Grande da Serra foi suprimido em 2011, e a Linha 10 passou a ter como estação inicial o Brás. Mas em 2013 o então secretários dos transportes metropolitanos, Jurandir Fernandes, chegou a dizer que os trens voltariam a operar em seu traçado original, desde que o projeto chamado Expresso ABC fosse implantado.

Foto: Ricardo Guimarães – Diário da CPTM

O Trem expresso de fato começou a operar, mas em uma modalidade diferente. Na década passada, o serviço expresso era previsto para ligar o centro até a região do ABC. Em 2016, a CPTM implantou o serviço aproveitando a via férrea central, mas somente entre as estações Prefeito Celso Daniel – Santo André e Tamanduateí, trecho com maior demanda.

Até Luz somente aos sábados

Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM implantou em 2019, um semi-serviço expresso na Linha 10-Turquesa, entre Santo André e a Luz, que funciona aos sábados. O “Expresso Linha 10+”tem três partidas da Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André, às 7h, 8h e 9h, com destino à Estação Luz. O trem faz paradas nas estações São Caetano, Tamanduateí e Brás. Já as partidas na Estação Luz ocorrem às 12h, 13h e 14h.

Um dia chegou na Barra Funda

Em 2001, a linha chegou a atender a Barra Funda. A extensão da chamada Linha D beneficiaria 10 mil usuários por dia, segundo comunicado do governo estadual na época, e permitiria um ganho de tempo de viagem de até 10 minutos gasto pelo passageiro, anteriormente, na transferência de linha na Estação da Luz.

Pouco tempo depois, a linha 10 voltou para a Luz.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Esta insistente procrastinação já passou o momento de terminar, pois ao invés de se ficar anunciando múltiplas linhas coloridas de Metrô sem se concluir as expansões que já estão iniciadas e incompletas, portanto já passou a hora de se exigir uma solução definitiva para esta crônica saturação da Luz.

    O trecho entre as estações Tamanduateí e Lapa é o que possui a maior capacidade de se eliminar e redistribuir as múltiplas baldeações desnecessárias em estações de passagem, mas que hoje estão servindo de terminais como a Luz e Brás, do que quaisquer outras linhas, em nome da logística e do conforto dos usuários, e aumentar a verdadeira integração com todas as linhas do Metrô e CPTM sem uma única exceção.

    Neste momento é perfeitamente possível e viável se reunificar as atuais linhas 7-Rubi, e 10-Turquesa nos finais de semana e no feriado, com a supressão daquele Expresso ABC aos sábados.

    *Neste trecho entre as propostas estão á construção das Estações do Pari, Parque da Mooca, revitalização da Júlio Prestes, Bom Retiro, e inclusive da futura grande Estação integradora Metrô CPTM da Linha 6-Laranja na Água Branca que deveria ser priorizada e antecipada sua construção.

    *Nota: Nem vou mencionar a Estação Nova Luz, que ficaria ao lado oposto da Júlio Prestes, que por ser subterrânea teria um custo no momento impeditivo.

Publicidade

Anúncios