Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
Metrô SP

Sindicato dos metroviários diz que funcionários do Metrô acima de 60 anos serão afastados

Em uma nota divulgada neste sábado, 21 de março de 2020, o sindicato dos metroviários afirma que obteve liminar para que todos os funcionários acima de 60 anos sejam afastados de suas funções.

De acordo com o comunicado, a liminar garante o afastamento imediato das atividades presenciais aos trabalhadores que prestam serviços nas plataformas e bilheterias, enquadrados no grupo de risco (idosos com 60 anos ou mais, hipertensos, cardíacos, asmáticos, doentes renais e fumantes com deficiência respiratória e quadro de imunodeficiência).

A entidade quer ainda um plano de contingência, que prevê o fechamento de estações de menor porte.

Metrô diz que já dispensou trabalhadores do grupo de risco

Já o Metrô, questionado pelo Via Trolebus, diz que antes desta decisão judicial, “atualizou para a liberação de todos os funcionários incluídos nos grupos de riscos, desde o início da implementação das medidas de contenção do Coronavírus, o Metrô abasteceu as áreas operacionais de atendimento aos passageiros com Equipamentos de Proteção Individual e Coletivo, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde, Anvisa e Comite de Contigenciamento.”

Linhas seguem em operação

Apesar da drástica redução no volume de passageiros transportados, a companhia segue operando os trens e estações. Apenas alguns acessos foram fechados neste final de semana. O metrô teve queda no volume de passageiros transportados na ordem de 50%.

Nas entrevistas coletivas feitas pelo governador João Doria, não há por enquanto qualquer menção de que o sistema metroviário seja suspenso. Mas o governador diz que “não exitará em tomar medidas e mudar posições” e que todas as decisões seguirão caráter técnico, ouvindo a classe médica.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios