Monotrilho

Dados preliminares não apontam falhas estruturais no monotrilho da Linha 15-Prata

Informações divulgadas agora pouco no SPTV, da TV Globo, da conta de que dados preliminares sobre as causas que paralisou o monotrilho da Linha 15-Prata, apontam que não há falhas estruturais, e que existe a tendência de que o problema esteja em um dos pneus fabricados.

A informação é divergente da informada pelo jornal Folha de São Paulo, que deu conta de que a Michelin, que fornece os pneus, afirma que as análises preliminares confirmam que o pneu não foi a causa dos problemas apresentados. Já o Metrô não respondeu aos questionamentos, segundo o jornal.

O telejornal informou que caso seja mesmo um defeito em uma peça que faz parte do pneu, o monotrilho pode voltar a operar nos próximos dias.

Foto: Governo do Estado de São Paulo

A linha 15 segue fechada e está sem transportar passageiros desde o último dia 29 de fevereiro, sábado, após peças do trem M20 cairem sobre a avenida Sapopemba.

Os mais de 100 mil passageiros ainda dependem da operação PAESE, com 60 ônibus articulados que cobrem o trecho afetado.

Monotrilho M20 faz testes na via neste sábado (7):

Fechado mais uma semana, diz site

O site Rede Brasil Atual informou que o monotrilho ficaria fechado por pelo menos até o dia 17 de março. A publicação da conta de uma fonte que teria afirmado o novo prazo.

Mas, não existe um comunicado oficial por parte do Metrô. A expectativa é que o prazo oficial seja conhecido nesta segunda.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios