Recordar é viver

[Vídeo] A História do transporte coletivo em São Paulo

A cidade de São Paulo completa neste ano de 2020, 466 anos, e uma maneira de contar a historia da maior cidade do hemisfério sul, analisar a historia do transporte de passageiros é uma ótima pedida.

São Paulo, centro financeiro do Brasil, está entre as cidades mais populosas do mundo, com diversas instituições culturais e uma rica tradição arquitetônica. Conta com quase 13 milhões de habitantes.

Primeiro a ferrovia

A primeira ferrovia a operar na região que hoje está situada a cidade de São Paulo foi a The São Paulo Railway Company, Limited, mais tarde conhecida como Santos Jundaí. Atualmente parte do seu traçado abriga as linhas 10-Turquesa e 7-Rubi da CPTM. A ferrovia foi inaugurada em 1867.

A São Paulo Railway tinha seu quilômetro zero na cidade de Santos, mais precisamente no bairro do Valongo, na região central. Cruza os municípios de Cubatão, Santo André (Paranapiacaba), Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires, Mauá, novamente Santo André (área central) e São Caetano do Sul até chegar à Capital Paulista.

Na Capital, atende aos distritos do Ipiranga e Vila Prudente e entre Cambuci e Mooca. Cruzam ainda o Brás, Bom Retiro, Santa Cecília, Barra Funda, Lapa, Pirituba, Jaraguá e Perus.

Uma outra ferrovia também nasceu nesta época, que passou a atender aos passageiros: A Estrada de Ferro Sorocabana, uma companhia ferroviária brasileira que Permaneceu em atividade de julho de 1875 até outubro de 1971, quando foi extinta e incorporada à FEPASA – Ferrovia Paulista S/A, e que mais tarde se tornaria os atendimentos das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM.

Já a antiga ferrovia Central do Brasil, ligação entre o Rio de Janeiro e São Paulo, onde o chamado Ramal de São Paulo, chegou até a antiga estação Roosevelt em 1875. Na capital paulista, os trilhos da central do Brasil abrigam os trens das Linhas 11-Coral e 12-Safira.

Depois o bonde

O bonde paulistano inicialmente era puxado a burro. O primeiro circulou em 1872, com a primeira viagem entre a rua do Carmo e a estação ferroviária da Luz.

Já a primeira linha de bonde elétrico é de 7 de maio de 1900, inaugurada pela Companhia Viação Paulista. Um ano depois, a empresa que ligava Barra Funda ao Largo São Bento faliu e a Light & Power Co. passou a operar o sistema.

Foto: Guilherme Gaensly | Acervo Fundação Energia e Saneamento

Os ônibus

Os primeiros registros dos ônibus em São Paulo são dos anos 20. As primeiras linhas foram criadas por moradores e empresários e o sistema ganhou força com uma crise de energia elétrica, ao passo em que os bondes elétricos monopolizavam os deslocamentos. Nos anos 30 eram 160 km de trilhos de bondes.

Algumas dessas ligações se devam por incetivo de construtores de bairros.

A CMTC

Em 1946 é criada a Companhia Municipal de Transportes Coletivos (CMTC), empresa responsável pela operação e fiscalização do transporte feito por ônibus na cidade de São Paulo.

O trólebus

Em 1949 a cidade de São Paulo ganhou a primeira linhas de trólebus, que seria o primeiro serviço do tipo do Brasil. A linha ligada a Aclimação até o centro, onde hoje opera a 408A.

O fim dos bondes

Em 27 de março de 1968 ocorre a última viagem na cidade de São Paulo, na linha da Instituto Biológico – Santo Amaro.

O sucateamento dos bondes paulistanos, os problemas crônicos e as paradas constantes deviam-se muito mais a falta de investimento do que qualquer outro motivo. Os ônibus elétricos foram anunciados como substitutos.

O Metrô

A Companhia do Metropolitano de São Paulo, empresa de capital misto do estado de São Paulo, foi fundada em 24 de abril de 1968, e é responsável pelo planejamento, projeto, construção e operação do sistema de transporte metroviário na Região Metropolitana de São Paulo. Tendo a maior parte de seu controle acionário associada ao governo do estado, é subordinada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo.

A primeira operação do Metrô se deu em 1974 e hoje a rede passa dos 100 km na cidade de São Paulo, além dos 130 km operados pela CPTM.

O monotrilho

Em 30 de agosto de 2014 a cidade de São Paulo ganhou o primeiro monotrilho, ligando a Vila Prudente até o Oratório. Hoje, a Linha 15-Prata liga São Mateus até a Vila Prudente, e será muito em breve um dos sistemas de trens aéreos mais carregados do mundo.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios