Metrô SP

O que se sabe sobre a futura Linha 20-Rosa do Metrô, entre o ABC e a Lapa?

A região do ABC Paulista é uma das mais povoadas do Estado de São Paulo, e reúne 7 municípios, que somados perfazem uma área de 825 km², e reúnem uma população de mais de 2,5 milhões de habitantes

Atualmente a região conta com a Linha 10-Turquesa da CPTM, e com o corredor São Mateus – Jabaquara, e com e extensão Diadema – Brooklin, mas muito se espera por uma ligação metroviária.

Recentemente o governo do estado cancelou o projeto do monotrilho da Linha 18-Bronze, que faria parte da rede metroferroviária, e anunciou a aprofundação de estudos da futura Linha 20-Rosa.

Projeto

O novo eixo metroviário já consta em futuros projetos do Metrô há pelo menos 10 anos. A Linha 20 consiste em uma eixo ligando a Lapa até Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo, passando por diversas estações de integração com as Linhas 4 – Amarela, 5 – Lilás, 19 – Celeste e 22 – Bordô, e 1-Azul, além de conexões com as linhas 7 – Rubi e 8 – Diamante da CPTM.

Terá como função atender áreas ao sudoeste, sul e sudeste do Município de São Paulo, que são servidas pelos corredores das avenidas Rubem Berta / Washington Luís, Indianópolis, Jabaquara, Rodovia dos Imigrantes, do Cursino, Padre Arlindo Vieira, Taboão, Rodovia Anchieta e Dr. Rudge Ramos e que tem como destino o polo terciário da Avenida Brigadeiro Faria Lima, além das áreas industriais de São Bernardo do Campo.

Promessa de 2011

Em 2011, o governo do estado esperava utilizar R$ 2 bilhões para investir na linha segundo recurso de Cepacs – títulos imobiliários oferecidos pela Prefeitura durante a Operação Urbana Faria Lima. Mas de lá para cá pouca coisa saiu do papel.

Emenda

Uma emenda parlamentar tem como objetivo reservar recursos para contratar o projeto funcional da Linha 20, e de acordo com o jornal Diário do Grande ABC, a deputada estadual Carla Morando (PSDB) incluiu a proposta do novo ramal no Plano Plurianual (PPA) 2020-2022. Seriam reservador R$ 20 milhões em 2020.

Parceria Público-Privada

Em julho de 2019, o vice governador Rodrigo Garcia disse que a nova ligação metroviária poderá ser feita por meio de uma Parceria Público Privada – PPP.

Prazos?

Uma apresentação em que o Via Trolebus teve acesso dava conta de que a administrarão estadual previa a operação no ano de 2028. Vale lembrar que até agora, passado quase o primeiro ano da gestão de João Doria, não foi anunciado um prazo para início das construções.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!