Estação Santo Amaro | Foto: Renato Lobo
Metrô SP

MP pede fim da concessão da Linha 5-Lilás e saída de secretário dos transportes

O Ministério Público do Estado de São Paulo pede para que a Linha 5-Lilás do Metrô volte a ser operada pelo estado, além do afastamento do secretário de transportes metropolitanos, Alexandre Baldy.

O MP diz que a ViaMobilidade, empresa que administra a linha, tem como uma de suas acionistas, a Andrade Guitierrez, que está em recuperação judicial.

A mesma construtora fazia parte do consórcio que, de acordo com o órgão, abandonou as obras do monotrilho da linha 17, causando prejuízos aos cofres públicos. A ViaMobilidade também deve assumir a operação do monotrilho quando as obras forem concluídas.

Sobre outra acionista, a RuasInvest, o MP argumenta que o grupo é devedor de R$ 2 bilhões à União. Já em relação ao secretário Alexandre Baldy, a promotoria diz que o titular da pasta teria ciência de todas estas informações e não tomou nenhuma atitude.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Tudo que for contra esse papagaio de pirata, indicado por pura politicagem eu apoio, que volte ao Estado dele e nunca mais retorne pra SP.

    E tomara que o MP também investigue a fundo a troca de modal da Linha 18, deve haver muita sujeira por trás

  • Boa MP! A linha 5 é do povo, foi construída com dinheiro nosso e CCR incompetente nenhuma deve abocanhar o que não é dela pra prestar o péssimo serviço que vem prestando!

Publicidade

Assuntos

Anúncios