Foto William Molina
Greve Metrô SP

Doria diz que funcionários do Metrô que aderiram à greve podem ser demitidos

O governador de São Paulo, João Doria, disse nesta sexta, 14, que os funcionários do Metrô que aderiram à greve e descumpriram determinação da Justiça podem ser advertidos, suspensos ou demitidos.

O Metrô pode, dada a circunstância e com autorização judicial, ter desde advertência até punição de suspensão e demissão de funcionários que prejudicaram o funcionamento do metroviário em São Paulo. Nada tenho contra manifestações de ordem política, institucional, que se façam de forma pacífica, que não proponham ou aceitem agressão a pessoas, ao patrimônio público e privado e nem impeçam as pessoas no seu legítimo direito de ir e vir”, disse o governador.

 

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!