TAV

Chile recebe propostas para construir trem de alta velocidade entre Santiago e Valparíso

As cidades de Santiago e Valparaíso no Chile podem ser unidades por meio de uma nova ferrovia. A imprensa internacional do setor trata como uma linha de alta velocidade e o projeto já recebeu propostas de interessados.

Um consórcio que compõe a empresa de logística chilena Agunsa, Fomento de Construcciones y Contratas, uma construtora chamado de Méxican, e a fabricante de trem Talgo, apresentou uma proposta para a nova ligação ferroviária. A proposta se soma a outras dos grupos Chilean State Railways (EFE) e do consórcio Tren Santiago Valparaíso (TSV).

A linha teria aproximadamente o comprimento de uma rodovia existente de 116 km, que liga os dois pontos. O projeto está orçado em US $ 1,4 bilhão, substancialmente menos do que uma proposta semelhante da EFE em 2006, com preço de US $ 4 bilhões, incluindo impostos e outros encargos.

É levado em conta a possibilidade do transporte de cargas que atenderia ao porto de San Antonio, ao sul de Valparaíso, já que o governo espera aumentar o escoamento de mercadorias.

O transporte de cargas por meio ferroviário entre Santiago e Valparaíso diminuiu consideravelmente desde meados do século 20, enquanto o serviço regular de passageiros interurbanos foi suprimido em 1987. Embora as duas cidades estejam separadas por menos de 100 km, a ferrovia existente tem 187 km de extensão para vencer rampas íngremes através da cordilheira costeira.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Tav no Brasil = Loucura, desperdício de recursos blá-blá-blá
    Tav no Chile = Isso. Sim e país evoluído

    Vai entender…
    Se bem que o projeto aqui não andou por culpa do José Serra como ele mesmo admitiu tempos depois em uma palestra para empresários.

Publicidade

Assuntos

Cadastre-se em nossa newsletter!