Trens Regionais

Trecho do Trem Intercidades entre Campinas e Americana ficará para segunda fase do projeto

O projeto de Trem Intercidades poderá chegar ao município de Americana somente em uma segunda fase, de acordo com uma publicação do site “O Liberal“, que reproduz fala do secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy.

O motivo seria a impossibilidade do compartilhamento das composições de passageiros com as de cargas no trecho entre Campinas e Americana, por conta do grande fluxo de trens cargueiros.

Para colocar o projeto de pé, além de viabilizar a primeira fase entre São Paulo e Campinas, será necessário o investimento de R$ 5 bilhões para duplicação do trecho. “Eu não posso sair de 5 bilhões e falar que vai subir para 10…se não, posso inviabilizar o projeto como todo”, disse o titular da pasta.

A Parceria Público-Privada – PPP do trem de médio percurso poderá sair ainda neste ano. A concessão com as empresas de frete está no fim, e o plano do governo federal é negociar o uso compartilhado como uma condição para renovar a autorização.

Trem metropolitano entre Campinas e Jundiaí

Com a implantação do projeto, e a concessão dos serviços junto com a Linha 7-Rubi, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, um novo serviço parador metropolitanos poderá ser implantado no eixo entre Campinas, Valinhos, Vinhedo, Louveira e Jundiaí.

O trecho é intitulado “Serviço metropolitano Francisco Morato – Jundiaí – Campinas”, e prevê atendimento em 9 paradas e 65 km de extensão.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Tava na cara que iria ser isso, prometem uma coisa e na hora do “vamos ver” vêm com outra, com essas desculpas nada convincentes.
    O Fato é que os contratos redigidos junto às empresas de transporte de carga foram muito mal feitos, beneficiando só o lado delas.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!