Metrô SP

Metrô pode criar subsidiária para retomar obras da Linha 6-Laranja

De acordo com uma reportagem da Folha de São Paulo, o Metrô pode criar uma subsidiária para investir R$ 1,7 bilhões na retomada das obras da linha 6 – Laranja [Brasilândia – São Joaquim] que estão paradas desde 2016 quando o consórcio Move SP abandonou os canteiros por não terem conseguindo financiamentos.

A ideia do Governo de São Paulo é desapropriar o consórcio para tocar as obras e a nova subsidiária assumiria o posto. Os R$ 1,7 bi estão depositados em uma conta da PPP (Parceria Público-Privada) e serviria para adiantar as construções até que um novo consórcio privado assuma o ramal laranja.

Com este dinheiro , segundo a Folha, seria possível reabrir os canteiros e ligar o tatuzão. A verba daria para 1 ano de obras. Com isso, o Governo de São Paulo crê que uma nova concessão seja menos custosa já que uma parte dos trabalhos foram adiantados.

Há outras 2 alternativas para a linha 6 atualmente. Uma nova concessão nos moldes quer era a da Move SP ou o Metrô assuma por completo as obras com recursos públicos.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • pergunta, pq nunca teve planos de expandir a linha azul até diadema?
    tava olhando o mapa, seria bem melhor fazer isso e usar a linha 17 ouro pra uma estação na linh azul até diadema , do que ir pra são judas

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!