Metrô SP

Estação Capão Redondo da Linha 5-Lilás terá melhorias no acesso por conta de excesso de usuários

A Viamobilidade deve fazer ações de melhorias no acesso da estação Capão Redondo, da Linha 5-Lilás. Diariamente, sobretudo no horário de pico, longas filas se formam de usuários no acesso à parada.

A empresa que administra a linha diz ainda que houve um aumento no fluxo de passageiros depois que a ligação metroviária foi interligada com as estações Santa Cruz e Chácara Klabin, integrando com as linhas 1-Azul e 2-Verde, respectivamente.

A informação é do Diário da CPTM. Confira nota na íntegra endereçada ao portal:

“A ViaMobilidade informa que está em fase final a contratação de obra de melhoria e readequação dos acessos da estação Capão Redondo, que teve um significativo aumento de fluxo de passageiros em função da inauguração das estações Santa Cruz e Chácara Klabin, que permitem a integração com as linhas 1-Azul e 2-Verde do Metrô. O procedimento tem o objetivo de melhorar o fluxo de entrada e saída dos passageiros”

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Boa tarde Renato

    Sou morador do Jardim Angela e pego o Metrô no Capão Redondo todos os dias, esta estãção foi mal planejada, pois o fluxo de passageiros é muito grande e não esta dando conta da demanda, antes da Conclusão da Extenção da Linha Lilas até a Chacara Klablim tinha um fuxo consideravel, porem após a inauguração o povo do Jardim Angela e da Estrada do MBoi Mirim esta indo pegar o Metrô no Capão Redondo em peso, eu estou demorando desda entrada da estação até passar nas catracas de 15 a 20 minutos de filas enormes, sendo que isso é todo o santo dia.
    Pelo que tenho visto não vai mudar muita coisa nesse Fluxo, a unica alternativa seria a Construção do Metrô no Jardim Angela que esta sendo prometida a mais de 20 anos.

    o Governo informou que no final do mês de Março começaram os Estudos na Região porem não sabemos quanto tempo demora para fazer esses estudos, sendo que em 2015 já havia sido feito os serviços de “Sondagem” por parte do Metrô.

    Acho que a Via Mobilidade não vai fazer muita coisa pra melhorar, vamos ver os proximos capitulos para ver o que acontece.

  • A estação foi bem planejada mas não adianta ter a melhor estação do mundo e os trens rodarem com intervalos acima do projetado (que é 100 segundos). Daí a única solução é a atual, restrição de acesso nas estações. Faltam trens na Linha 5, essa obra que a Via Mobilidade alega realizar no acesso da estação não fará diferença. Sem os 8 trens que faltam e sem intervalos de 100 segundos no horário de pico, nada mudará.

    • 100 segundos? Nem a linha 3 vermelha, a mais lotada do mundo tem esse intervalo, quiça terá a linha lilás, que tem previsão de 850.000 passageiros por dia.

      Ou seja, isso não é restrição de acesso, tendo em vista que a concessionaria deixa praticamente todas os bloqueios (o máximo possivel) abertos para entrada, com apenas 1 só para saida tanto para a EMTU, qto para a rua.

      Pelo visto Ivo, você não conhece a estação e está fora da realidade. Vai lá visitar a estação as 7 da manhã e veja por si próprio.

      Intervalo de 100 segundos não resolverá o problema do novo “zombie walk” e a marcha dos pinguins nessa estação.

    • Ivo

      O Problema da estação do Capão Redondo não é os intervalos dos Trens e sim o acesso pois a demanda da estação não esta suportando a quantidade de passageiros você pega a estação cheia é normal pra todas as linha inclusive na vermelha, agora você leva quase 20 minutos para passar nas catracas isso já é demais não acha?

      se conseguirem diminuir um dia o intervalo para 100 segundo seria otimo.

      os 8 trens seria se o metro fosse extendido até o Jardim Angela ai sim precisaria de mais trens para manter o intervalo.

  • Antes da conclusão da linha 5, lembro que Capão Redondo já registrava 70 mil embarques nos dias úteis. Com a ampliação da linha e a sua respectiva concessão, o acesso a este tipo de dado se tornou restrito, acredito que esteja entre 80 e 90 mil embarques atualmente. Jabaquara dispõe de apenas duas plataformas e 91 mil embarques (Março 2019), possui mais de 6000 m² de área construída e capacidade para 30.000 passageiros/hora/pico. Capão Redondo também dispõe de duas plataformas e pouco mais de 5000 m², ambas são estações terminais e acredito que em Jabaquara não seja um caos como Capão Redondo, devido as suas dimensões.

Publicidade

Anúncios