Metrô SP

Estação Patriarca ganha novo nome

Projeto de lei 1399/2015 elaborado pelo Deputado Estadual José Zico Prado (PT), buscava acrescentar o nome “Vila Ré” à Estação Patriarca do Metrô de São Paulo, na linha 3.

Promulgado pelo Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Cauê Macris (PSDB), o projeto se tornou a lei n°16.872/2018 onde define que a estação passe a se chamar “Patriarca-Vila Ré“, entrando em vigor na data da publicação.

Cada mudança de nome, implica em valores da ordem (valores de 2018) de R$1 Milhão para o Metrô e aproximadamente R$900 mil para a CPTM, levando em consideração que é necessário atualizar todos os mapas nas estações, trens e acrescentar nos áudios dos trens a nova denominação. Muito embora alguns casos seja totalmente ignorado como “Santuário Nossa Senhora de Fátima-Sumaré”; -Até agora- “Japão-Liberdade” ou os nomes de prefeitos na Linha 10 da CPTM, excetuando Santo André, que leva o nome do Prefeito Celso Daniel, morto em 2002.

Mudanças recentes como “Japão-Liberdade” ou as já clássicas como “Palmeiras-Barra Funda”, sempre renderam muita discussão. Em 2016, houve inclusive a tentativa da mudança do nome da Estação Vila Mariana, para “Vila Mariana-Enéas Tognini”, vetado pelo Governador à época por não representar uma eventual “iconoclastia” do nome da estação, ao bairro em que está instalado com a homenagem proposta pelo então deputado estadual André Soares (DEM).

A publicação no Diário Oficial poderá ser vista aqui.

 

Edit: A lei foi promulgada dia 14 de Dezembro de 2018, pelo Presidente da Assembleia Legislativa no exercício do cargo de governador.

 

Sobre o autor do post

Rodrigo Lopes

Paulistano, formado em Logística e graduando de Tecnologia em Transporte Terrestre, sempre gostou de transportes e tudo o que envolve a mobilidade, transportes e planejamento urbano. Participa de projetos relacionados a preservação ferroviária, transporte não poluente e gestão pública. Criador do Boletim do Transporte em 2011, desde Abril de 2018, colabora com o Via Trólebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios