CPTM Metrô SP

Doria governador: O que esperar para o transporte coletivo no estado?

Com cerca de 52% dos votos validos, João Doria foi eleito governador de São Paulo. O que esperar para a mobilidade urbana? Confira no oitavo vídeo no canal do Via Trolebus no YouTube:

É importante dizer que este vídeo tem um caráter informativo, e não crítico sobre o programa do candidato eleito. Vamos aqui analisar os pontos do plano de governo e declarações de João Doria, enquanto esteve em campanha.

Expansão da Malha sobre trilhos

Em seu plano de governo, Doria fala em parcerias com o setor privado para a expansão da malha metroferroviária. Mas para poder acelerar seu plano, a nova administração pretende centralizar o Planejamento Estratégico nas Secretarias, com o objetivo de integrar, racionalizar, padronizar e otimizar todas as propostas.

Atualmente estão em expansão, a Linha 4-Amarela até a Vila Sonia, a linha 15-Prata até Jardim Colonial passando por São mateus, a linha 17-ouro e a linha 9 Esmeralda até varginha.

Em campanha de rua, o governador eleito chegou a declarar que levaria o metrô ao Jardim Ângela, e a linha 4 até Taboão da Serra. Falou também em um trem direto da Luz até Mogi das Cruzes, sem a necessidade de baldeação em Guaianases.

O objetivo final deste Programa é viabilizar uma rede de alta capacidade sobre trilhos, com cerca de 350 km.

Doria também fala na criação da rede de trem intercidades ligando São Paulo, Campinas e Americana, com parcerias com o setor privado.

Concessão de estações da CPTM

Doria afirmou que concederá todas as estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanas – CPTM para o setor privado.

“Vamos colocar os trens da CPTM no padrão Metrô…todas as estações serão concedidas ao setor privado”, afirmou o tucano. De acordo com o ex-prefeito, a concessão dará direito de construção em andares superiores aos da plataforma.

Transporte de média capacidade

Em seu plano de governo, Doria fala em expandir as malhas de VLT. Já sobre o sistema de ônibus, fala sobre implantação de BRTs, corredores de ônibus, faixas exclusivas, estações compactas e abrigos, de acordo com a necessidade de cada Região Metropolitana.

Agência metropolitana

Destacamos a criação da uma Agencia de Transportes de Passageiros do Estado para a regulação de todos os contratos dos serviços concedidos conforme estabelece a legislação vigente.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Publicidade

Anúncios