Greve

Greve dos caminhoneiros pode voltar depois do feriado

Correntes nas redes sociais se espalham com rumores de uma nova greve dos caminhoneiros, o que levou a postos a registrarem filas na cidade de Recife. As mensagens dão conta de que a paralisação seria já nesta segunda-feira (3).

Mas as informações não partem dos sindicatos. A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) e a Associação Nacional de Transporte do Brasil (ANTB), também desconhecem o movimento grevista.

Em meio a estas informações, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou agora pouco que deve publicar uma nova versão da tabela dos preços dos fretes. A medida se dá por conta da oscilação de 13% no preço do diesel, após a Petrobras ter reajustado os valores do combustível na quinta-feira (30), após 60 dias de congelamento.

Ainda no sábado, um grupo denominado União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC) enviou um comunicado a jornais anunciando que uma nova greve, que ocorreria depois do feriado da Independência. A entidade diz que o governo não cumpriu com o prometido em relação ao preço do diesel, após o reajuste.

Já Gilson Baitaca, líder do Movimento dos Transportadores de Grãos, do Mato Grosso, afirma que se a ANTT não se posicionar até o dia 7 ou 8 de setembro, é grande o risco de haver novas paralisações.“Queremos ver a lei chegar na ponta, nos caminhoneiros que estão nas estradas”, afirma.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros disse que deve marcar audiência com a Casa Civil para tratar do tema.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Publicidade

Anúncios