CPTM

França encaminha projeto de lei que indeniza passageiro em caso de falha na CPTM

Após declarações de que a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, deveria pagar táxis aos usuários em casos de falhas (relembre aqui), o governador de São Paulo e candidato a releições, Marcio França (PSB), encaminhou no início deste semana à Assembleia Legislativa, um projeto de lei que prevê o ressarcimento aos usuários dos trens em caso de falhas notáveis.

O projeto, no entanto, agora prevê que a Companhia deverá pagar o valor correspondente de até 5 passagens (R$ 20) e oferecer uma outra alternativa de deslocamento em casos de “incidências notáveis”. O PL prevê um custo de R$ 4,5 milhões por cada vez que o sistema registrar falhas graves. Vale lembrar que a CPTM é uma empresa deficitária, por conta das largas distâncias que percorre, com a mesma tarifa. Por exemplo, é possível com R$ 4,00, ir de Jundiaí até Mogi das Cruzes.

O projeto não engloba paralisações por agentes externos, como sabotagens ou fortes chuvas, que inclui inundações e descargas atmosféricas. A medida ainda requer aprovação da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo).

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!