Metrô SP

Metrô retoma Pesquisa Origem e Destino nesta terça, 20

O Metrô retoma nesta terça-feira, 20/02, a realização das entrevistas nos domicílios que foram sorteados para participar da Pesquisa Origem Destino 2017, que é feita em toda a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). Entre dezembro passado e a metade de fevereiro deste ano, a coleta de dados foi paralisada, por se tratar de um período atípico na mobilidade urbana, em razão das férias escolares.

A pesquisa é feita por amostragem e vem sendo realizada desde junho do ano passado em todos os 96 distritos da capital e nos demais 38 municípios da Grande São Paulo. Além dos domicílios, a OD também apura os deslocamentos na chamada Linha de Contorno, que abrange as 22 rodovias de acesso à RMSP, os aeroportos de Congonhas e Cumbica e os terminais rodoviários da Barra Funda, Tietê e Jabaquara. Esse trabalho já foi realizado e as pesquisas feitas nos domicílios devem ser concluídas ainda no primeiro semestre. A meta do Metrô é tabular e divulgar os resultados até o final de 2018.

Métodos de Segurança da Pesquisa

Para a formação da base de dados, cerca de 1.200 pessoas estão trabalhando na realização de toda a Pesquisa OD. As residências pesquisadas são definidas por sorteio e seus moradores notificados da escolha por carta com as informações sobre a pesquisa, uma senha e os telefones para contato e agendamento da visita do pesquisador. Ao chegar para a entrevista, o pesquisador deverá informar uma contra-senha que deve coincidir com a senha da carta enviada à residência. Este método aumenta a confiabilidade, garantindo que se trata de um pesquisador enviado pelo Metrô.

O entrevistador deve estar portando um crachá, além de colete na cor azul que facilita a identificação. A coleta das informações é feita com todos os integrantes da residência para saber quantos, por quais motivos (trabalho, saúde, educação e compras, por exemplo) e como são feitos (motorizado ou não, transporte individual ou coletivo) seus deslocamentos ao longo do dia anterior. O questionário é feito com a utilização de tablets, que verificam automaticamente inconsistências nas respostas e auxiliam no georreferenciamento dos locais informados.

Para saber mais sobre a pesquisa, ou confirmar se a residência realmente foi selecionada para participar, o morador pode ligar para o telefone 0800-770-7722, ou acessar o site www.metro.sp.gov.br.

 

6ª Edição da Pesquisa OD

A OD, como é conhecida, é feita pelo Metrô a cada 10 anos, desde 1967. Ela é considerada a mais completa pesquisa de mobilidade urbana do país por entrevistar 150 mil pessoas em 32 mil domicílios, apurando todas as formas de deslocamentos motorizados (transporte coletivo e individual) e não-motorizados (viagens a pé e de bicicleta) realizados na Grande São Paulo e em suas áreas de acesso. Através desta pesquisa, é possível saber com precisão para onde as pessoas estão se deslocando, além de descobrir seus motivos e como elas fazem os trajetos. Os dados coletados pela OD permitem a adoção de políticas públicas para a melhoria do planejamento urbano e para o estímulo ao uso de modais de locomoção.

Fonte: Assessoria Metrô

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios