Prefeitura de SP celebra mais de 1.000 novos ônibus novos entregues em 2017

Mais de mil ônibus novos foram incorporados à frota do sistema de transporte público municipal neste ano de 2017. Até dia 10 de dezembro, o número total de veículos zero quilômetro que começou a operar na cidade chegou a 1.016.

“O dia de hoje marca um fato histórico. Terminamos o primeiro ano de gestão com mais de mil ônibus novos na frota de transporte publico municipal de São Paulo. É a maior frota em operação em um núcleo metropolitano nas Américas  e a maior frota do mundo”, afirmou o prefeito João Doria.

Com isso, a Secretaria de Mobilidade e Transportes (SMT) cumpre, por meio da SPTrans, a meta de entregar mil ônibus novos no primeiro ano da atual gestão. Os 1.016 veículos fazem parte, agora, do total de 14.444 ônibus que compõem a frota em operação pelas empresas concessionárias dos subsistemas estrutural e local.

Os ônibus chegam ao sistema com tecnologia moderna que garante maior segurança e conforto aos usuários. Todos dispõem de itens que obedecem às especificações técnicas exigidas pela SPTrans para a acessibilidade e estão equipados com ar-condicionado. Atualmente, 92,3% dos ônibus da frota já são acessíveis. Com a nova licitação, 100% da frota terá, obrigatoriamente, que dispor de itens de acessibilidade.

Os veículos também estão preparados para receber rede Wi-Fi e tomadas USB. Além da qualidade para o passageiro, os novos carros são equipados com motores Euro V, que superam os antigos Euro III. Esta tecnologia contribui para a melhoria da qualidade do ar e assegura maior eficiência energética aos coletivos.

“São Paulo também conquista, com esses novos ônibus, mais atributos para convidar os usuários a trocarem o transporte individual pelo transporte coletivo”, declarou o secretário de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda.

O presidente da SPTrans, José Carlos Martinelli, avaliou que o ritmo da renovação da frota permitirá que a melhora na operação do sistema seja percebida com maior agilidade: “Estamos trabalhando firme para que o transporte público tenha maior qualidade e eficiência para a população.”

 

Fonte: Assessoria Prefeitura de SP


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

11 Comentários deste post

  1. E cade a licitação? vai rodar com contratos emergenciais sem regras até quanto? Cadê as verbas dos corredores? Pintou alguma nova faixa exclusiva pelo menos????

    Renato /
  2. Espero que o Dória comece agilizar o novo modal que ele prometeu para São Paulo,o sistema de BRTS ,VLTS ou ART,se for o ART vai ser um sistema novo chines que é guiado por uma faixa central pintada no asfalto,parece um VLT,mas usa pneus.
    https://www.youtube.com/watch?v=JRqmrZ3POpw

    Edson /
    • Lembra-se que no começo do ano ele prometeu fazer um trecho experimental no Corredor entre o Terminal Capelinha e o Terminal João Dias com pré-embarque e sistema moderno? Pois é, o ano terminou e nem sinal de mudanças…

  3. O sistema ART já está funcionando na China,vejam o link.
    https://www.youtube.com/watch?v=Lqgvk6LWUDk

    Edson /
  4. Vamos ver se eu entendi direito:

    14444 ônibus no total
    1016 ônibus entregues no ano inteiro
    Limite legal de idade dos ônibus para operação: 10 anos
    Se continuarmos no mesmo ritmo pelos próximos 10 anos teremos:
    1016×10=10160 ônibus…
    Mas não são 14444? A conta não fecha!
    Peraê!
    https://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/sp-tem-ao-menos-340-onibus-com-mais-de-dez-anos-de-circulacao-diz-relatorio.ghtml
    “SP tem ao menos 340 ônibus com mais de dez anos de circulação”
    1016-340 = 676 14444/676 = 21 anos
    Parabéns a prefeitura, que não fez metade do que deveria ter feito.

    Davi Secomandi /
  5. Vamos lembrar que nem todos os novos ônibus tem tomada USB, só tem os modelos comprados recentemente, os novos comprados anteriormente, tem AC, porém pelo menos na ZL nenhuma linha possui Wifi.

  6. Parabéns, é assim que se faz Gestão.Em apenas no primeiro ano já apresentando bons resultados, imaginem São Paulo nos dois últimos anos . Começou a plantar agora para colher nos dois últimos anos.

    Felix /

Deixe uma resposta