VLTs começam a subsituir Metrô de Teresina em 2018

O Governo do Piauí assinou contrato par a compra dos 3 primeiros VLTs (de 6) que substituirão os atuais trens do Metrô de Teresina. A mudança de modal deve ocorrer até junho de 2018. Os trens antigos devem ser envolvidos em um novo projeto, que prevê o transporte da capital até o município de Altos.

O secretário estadual de Transportes, Guilhermano Pires, explicou que além da compra das três composições, será feita a reforma dos trilhos atuais e de algumas estações. Depois será conduzida uma segunda etapa, com mais três VLTs, a duplicação dos trilhos, a construção de mais quatro estações e uma ponte sobre o rio Poti, além de um centro de controle de operações.

“Quando todo o sistema estiver funcionando, nós teremos trens indo e voltando no intervalo de mais ou menos 10 minutos entre um trem e outro”, disse o secretário.

A previsão é que o primeiro VLT chegue em março e os outros 2 entre maio e junho. Após a reforma da linha, os trens poderão circular a 70 km/h.

“É a maior obra de mobilidade urbana que já foi realizada no estado, mas acredito que também seja a maior obra de alcance social”, reforçou o secretário, que destaca a melhoria do transporte público como um todo. A estimativa dele é que toda a obra leve dois a três anos para ser concluída.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

4 Comentários deste post

  1. Alguém aqui more nesse estado? Isso ai que estão fazendo compensa?

  2. Penso serem VLTs diesel da Bom Sinal (fábrica pernambucana), não? Essa fábrica está impondo um padrão no Nordeste, os VLTs de Recife e Fortaleza também estão adotando carros diesel da Bom Sinal. Espero que, como dizem, ela passe a fabricar carros elétricos e mude o padrão.

    Arnaldo F /

Deixe uma resposta