Reportagens Especiais

Usando ônibus e trolébus de São Francisco

Na minha estadia por São Francisco, o meio de transporte que mais utilizei foi o ônibus/trolébus. A tarifa unitária é US$ 2,25. Maiores de 65 anos pagam US$ 1.

Como não possuía o Bilhete Único, pagava sempre em dinheiro as viagens. Ao entrar, há uma maquina ao lado do motorista onde você insere as notas e moedas. Fique atento pois não há retorno de troco. Depois de paga a passagem, o motorista lhe dá um ticket, que servirá para você pegar mais ônibus sem pagar. O bilhete mostra o horário limite da gratuidade. No próximo ônibus, você deve mostra-lo ao motorista.

trolebus-sao-francisco-caio-lobo2
Interior do trólebus de São Francisco – Foto: Caio Lobo

Os ônibus tem compartimento na dianteira onde os ciclistas podem colocar suas bikes. Outra curiosidade que notei nas viagens que fiz foi ver usuários com animais com coleira dentro do ônibus.

Como não há cobrador nem catraca, os usuários podem entrar por qualquer porta do ônibus porém devem validar seu bilhete. Caso um fiscal entre no ônibus e veja que não pagou, poderá ser multado. Em todas as viagens que fiz não vi nenhum fiscal e vi muitas pessoas embarcando sem pagar.

trolebus-sao-francisco-caio-lobo3
Ticket do trólebus – Foto: Caio Lobo

Em São Francisco, os itinerários são mais conhecidos pelos números das linhas. Todos os pontos de ônibus mostram a numeração dos ônibus que passam por ali.

Os trólebus tem grande presença na cidade e, alguns, são modelos antigos da década de 70, o que faz deles atração turística. Estes modelos antigos não possuem compartimento para as bicicletas.

onibus-sao-francisco-bike
Ônibus com compartimento para bicicleta – Foto: Caio Lobo

Há também linhas de bonde (os cable cars) que ligam pontos da cidade mas hoje são mais voltados aos turistas. A tarifa tem um preço salgado de US$ 7.

cable-car

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios