Mobilidade Urbana

Estudo sugere relação direta entre mortes e infratores de trânsito

Uma pesquisa feita pela Companhia de Engenharia de Trafego (CET) relacionou mortes no trânsito e motoristas que cometem infrações como excesso de velocidade e desrespeito ao semáforo vermelho.

O levantamento analisou 194 Relatórios de Investigações Fatais (RIFs), obtidos entre janeiro de 2014 e outubro de 2015. Neste universo, os 280 veículos envolvidos em pelo menos uma morte, haviam cometido, até o momento dos acidentes fatais, 2.547 infrações de trânsito. Desse total, 1.618 foram multas dadas “em movimento”.

“Destas multas, 67% foram motivadas por excesso de velocidade e desrespeito ao sinal vermelho”, diz o relatório. Segundo o estudo, “existe uma relação direta entre acidentes fatais investigados e as infrações cometidas: 85% tinham multas no prontuário”.

Importante lembrar que 69,11% dos veículos licenciados não receberam nenhuma multa, o que evidencia que a maioria dos motoristas não cometem infrações de trânsito em 2015, segundo dados do “Painel Mobilidade Segura”

Perfil

A pesquisa ainda traçou um perfil das pessoas envolvidas nas ocorrências, e que na sua maioria são infratores natos. Os motoristas do sexo masculino representam a quase totalidade das ocorrências em acidentes com mortos.

Cerca de 98% dos acidentes fatais tiveram como causa fatores humanos, enquanto 8% tiveram responsabilidade apontada sobre a via/meio ambiente e 6% por motivo do veículo envolvido.

Nas sextas e sábados, são os dias que concentram 42% das colisões fatais. Jovens, na faixa etária entre 19 e 30 anos, compõe o grupo mais suscetível aos acidentes de trânsito. Em relação aos pedestres, a maioria das vítimas de atropelamento tinha entre 40 e 60 anos.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios