Metrô SP

Consórcio diz que rompeu com o Metrô sobre obras da Linha 4 Amarela

O consorcio Isoluz Córsan-Corviam rebateu a informação do Governo do Estado de São Paulo, e divulgou que a própria empresa rompeu o contrato, por que o Metrô não teria entregado projetos executivos indispensáveis para a continuidade das construções. O consórcio informou ainda que vai encaminhar a questão em um processo de arbitragem.

Na manhã desta quinta-feira (30) o Governo Estadual afirmou que tinha rompido com o consórcio, responsável pelas construções das estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia.

Novos Prazos

O Secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, informou novos prazos para inauguração das quatro estações restantes da Linha 4-Amarela.

A obra sendo retomada no começo de 2016 após a nova licitação, a inauguração de Higienópolis – Mackenzie será concluída em 12 meses, ou seja, inicio de 2017. Oscar Freire em 15 meses, sendo portanto no segundo trimestre de 2017. Já a estação São Paulo-Morumbi, em 18 meses, no meio de 2017, e por fim a estação Vila Sônia com um prazo de 24 meses, sendo entregue no começo de 2018.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios