Greve

Motoristas e cobradores fecham acordo e não haverá greve nesta quinta, 22

Um grupo de motoristas e cobradores, que estavam a frente do grupo que gerou a paralisaçào de ônibus em São Paulo, anunciou que os coletivos voltaram a operar nesta quinta, 22, a partir das 4h40.

O anúncio foi feito pelos dissidentes após uma reunião com dirigentes do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo –que não participa da paralisação– e com Luiz Antonio Medeiros, superintendente regional do Ministério do Trabalho em São Paulo. Participaram da reunião oito representantes das viações Santa Brígida, Sambaíba e Gato Preto, nas quais a mobilização foi mais forte.

Além da disposição dos motoristas em retornar ao trabalho, uma liminar concedida pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho) no início da noite desta quarta-feira em nome do SP Urbanuss (sindicato das empresas de ônibus) obriga a circulação de ao menos 75% da frota em cada uma das linhas que circulam na capital paulista.

Apesar de voltarem ao trabalho, o grupo quer uma reunião com o prefeito Fernando Haddad. A intenção é que o prefeito seja o intermediador entre o grupo e as empresas de transporte.

O acordo, segundo os dissidentes, foi fechado entre o sindicato e as empresas porém os funcionárioslo das empresas não concordaram.
image

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios