Monotrilho

TCE suspende a licitação da Linha 18 – Bronze

O Tribunal de Contas do Estado decidiu suspender o processo licitatório da linha 18-bronze do Metrô. As entregas das propostas para construção e operação da linha de monotrilho estava prevista para esta quarta, 16.

A representação contra a Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos foi feita pela PL Consultoria Financeira e RH, que alega que as exigências do edital de concessão do monotrilho “inviabilizam a competição e, em consequência disso, comprometem a eficiência do sistema”

O relator do TCE, Antônio Citadini, afirma que a secretaria de Estado não prestou todas as informações necessárias para a avaliação do caso em sua defesa e, por isso, seria necessária a suspensão do edital.

“Diante do vulto da contratação e da complexidade dos aspectos levantados, entendo que a situação presente merece uma análise prévia mais cuidadosa pelos órgãos técnicos e Ministério Público de Contas, para decisão final do Plenário, sob pena de eventual comprometimento futuro”, escreveu o relator.

Citadini lembrou as polêmicas de cartel envolvendo o Metrô para decidir pela suspensão. Hoje, no mundo, apenas 2 empresas possuem tecnologia para operação de monotrilho como este: a canadense Bombardier e a japonesa Hitachi.

A Secretaria Estadual dos Transportes emitiu nota suspendendo o evento de entrega de propostas nesta quarta e informa que uma nova data será comunicada oportunamente.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios