CPTM

Com intuito de desafogar a Luz, Bom Retiro ganhará uma nova estação

Para desafogar a tão movimentada Estação da Luz, o Governo de São Paulo pretende construir uma nova estação da CPTM: a estação Bom Retiro. A estação será no local onde era a Favela do Moinho.

Pelo menos três linhas poderão ser atendidas nesta estação: 7-Rubi, 8-Diamante e 10-Turquesa.

Segundo Mario Bandeira, presidente da CPTM, os projetos básicos e executivos já foram contratados. “Será uma estação muito grande, que vai ter muitas interferências (no entorno). Ela será importante porque vai ajudar a distribuir os novos eixos daquela região”, diz Bandeira.

A expectativa é que as obras comecem ano que vem e terminem em 2015.

Outra medida em estudo é a construção de um túnel de 200 metros na Estação da Luz. Bandeira afirma que esta obra envolve uma certa complexidade por causa dos lençóis freáticos e que a sobras devem iniciar ano que vem. O túnel sairá da Avenida Cásper Líbero e terá salas técnicas e sanitários. Os sanitários do mezanino devem fechar.

Sobre o autor do post

Caio Lobo

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Que seja agilizada a construção da estação Bom Retiro e reforma de Água Branca, preferencialmente antes da linha 6-Laranja e 17- Ouro do Metrô.

    Os planos da CPTM de desativar a estação Julio Prestes CPTM em foco-“Estação Júlio Prestes poderá ser fechada”, sob a alegação que esta subutilizada, é mais um capítulo do descaso que se impõem aos usuários de trens suburbanos, faz com que todos tenham prejuízos com esta decisão, porém os usuários da linha 10-Turquesa ABC foram os mais prejudicados.

    Se a estação Júlio Prestes hoje se encontra subutilizada, é porque os planejadores não tiveram a sensibilidade de visualizar que esta estação terminal, só têm condições de receber composições provenientes de Barra Funda / Água Branca, inclusive os planejados trens regionais procedentes de Campinas, Sorocaba, entre outras cidades do interior, e linha 7 procedente de Francisco Morato, for para usar como terminal, porque não se transferiu a linha 7 para Júlio Prestes que fica próxima e esta subutilizada, uma passagem subterrânea poderia interligar estas duas estações com distância semelhante a percorrida pelos usuários da linha 10 até a estação da linha 3 do metro no Brás podendo os usuários terem acesso as linhas 1 e 4 do metro na Luz ?

    A estação da Luz já estava com seu limite esgotado quando teve por um planejamento mal executado a instalação uma estação subterrânea como terminal da linha-4 Amarela do Metro, esta estação do Metro deveria ser na Júlio Prestes, Nova Luz, Água Branca ou Bom Retiro, jamais na Luz, sem que a estação Nova Luz estivesse concluída, e antes que tentem justificar que os subterrâneos da estação Júlio Prestes esteja tombado, e por isto que a linha-4 Amarela não foi instalada lá, é a mesma situação da estação da Luz.

    A estação Nova Luz que se diziam estar planejada para ficar no lado oposto a Júlio Prestes e ser interligada a ambas é mais uma destas promessas eleitorais que nunca se cumpriram, e o que é mais estranho, é que enquanto querem desativar uma (Júlio Prestes), dizem que querem construir outra com características semelhantes (Nova Luz).

    A estação da Luz é uma estação de característica de passagem, e não terminal, e é um desperdício logístico utilizá-la como esta sendo feito atualmente. .

    O resultado disto é que hoje temos uma estação da Luz super abarrotada e próximo ao caos, enquanto que a duas quadras uma estação ociosa, cujo destino previsto é de uma sala de “N” finalidades porem nenhuma como estação ferroviária de passageiros.

Publicidade

Anúncios