Metrô SP

Metrô de Londres completa 150 anos em 2013

Nosso Metrô, com quase 40 anos de operação possui 74 km de extensão e carrega mais de 4 milhões de pessoas diariamente, sendo motivo de orgulho para os paulistanos. Agora, o que dirá de uma rede com 402 km? Esta é a rede dos sonhos de qualquer paulistano que use as 5 linhas.

O Metrô de Londres, que vai completar 150 anos em 2013 possuí este invejável rede. O Jornal “Zero Hora” publicou uma reportagem bem interessante sobre o fato:

O sistema é o mais antigo do mundo. Sua viagem inaugural foi em 9 de janeiro de 1863, entre Paddington e Farringdon, na linha Metropolitana. Para marcar os 150 anos de funcionamento, oa companhia, em parceria com o Museu do Transporte de Londres, vai realizar diversos eventos, incluindo a recriação de seu primeiro trajeto, atividades especiais em estações desativadas e a publicação de uma série de livros.

Entre os dias 13 e 20 de janeiro de 2013, a primeira viagem de passageiros será recriada com trens especialmente restaurados, incluindo a locomotiva metropolitana a vapor nº 1 e o vagão ferroviário metropolitano comemorativo nº 353 – trata-se do vagão subterrâneo em funcionamento mais antigo do mundo. Ao longo de 2013 haverá vários outros trajetos ferroviários comemorativos, utilizando trens a vapor que vão partir de outras estações históricas da rede.

13 fatos sobre o metrô de Londres (inclusive a origem do termo “Tube”)

1. O metrô londrino transporta atualmente 1.107.000.000 de passageiros por ano em 270 estações.

2. De modo informal, ele é conhecido como “Tube”, que originalmente se referia à profundidade das linhas de trem usadas por composições de corte transversal menor e mais circular, ao invés das linhas menos profundas que eram construídas para locomotivas a vapor. O termo agora abrange todo o sistema.

3. A velocidade média de um trem do metrô é de 33 quilômetros por hora.

4. Cada trem do metrô percorre anualmente 184.269 quilômetros.

5. A extensão da rede metroviária é de 402 quilômetros.

6. A cada dia, mais de mil pessoas esquecem algo no metrô. Todos os objetos são enviados para um escritório no subsolo da Baker Street, que emprega 40 funcionários em período integral. O local armazena em média 200 mil objetos perdidos. Dentre os itens mais estranhos que já estiveram ali incluem-se espadas de samurai, dentaduras, três morcegos mortos e uma lancha de 14 pés. Após três meses, os itens não reclamados são vendidos em leilão ou doados.

7. A estação desativada de Aldwych é exibida com frequência nas telas de cinema. Já serviu de locação para cenas de Superman IV: em Busca da Paz, Desejo e Reparação e V de Vingança.

8. A profundidade subterrânea máxima do metrô fica em Holly Bush Hill, Hampstead, onde as linhas da galeria estão 68,8 metros abaixo do solo.

9. A escada rolante mais longa fica na estação Angel, com 60 metros e inclinação vertical de 27,5 metros.

10. Baker Street é a estação com mais plataformas – um total de 10.

11. A estação de metrô mais movimentada de Londres é Waterloo, onde embarcam 57.000 pessoas durante as três horas de pico do período da manhã. Em termos de passageiros por ano, a estação mais movimentada também é Waterloo, com 82 milhões.

12. Durante 2011 e 2012, o metrô de Londres transportou uma quantidade recorde de passageiros em 1.17 bilhão de viagens realizadas.

13. Albus Dumbledore, personagem da série Harry Potter, tem uma cicatriz com o formato do mapa do metrô logo acima do joelho esquerdo.

Por Renato Lobo

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios