Metrô SP

Metrô vai manter obras da linha 5 -Lilás. MP pede para o Metrô anular os contratos de expansão do ramal

Após pedido do MP para o cancelamento da licitação, o governo de São Paulo pretende manter obras da Linha 5 do Metrô. Em 2010, o próprio Estado resolveu suspender a construção, depois de denúncias de fraude na disputa entre as empresas.

Em 20 de maio, o trabalho foi retomado, após a secretaria dos transportes descartar a possibilidade de conluio. A Linha 5 – Lilás, já liga o Capão Redondo ao Largo Treze, na Zona Sul, e, com a expansão, vai chegar a bairros Publicidadecomo Santo Amaro, Brooklin e Moema. De acordo com o governo do Estado, o ramal fará conexão com Chácara Klabin, com entrega prevista para depois de 2014.

Segundo o presidente do Metrô, Sérgio Avelleda, em entrevista à radio Jovem Pan, a cidade terá um enorme prejuízo se a licitação for cancelada. “Nós vamos, evidentemente, responder ao Ministério Público no prazo que ele fixou (…) De início, nós estamos muito convictos do acerto da nossa decisão”. O presidente do Metrô, Sérgio Avelleda, tem até o início de outubro para dar uma resposta ao Ministério Público.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, reafirmou a posição do governo de que não existe ilegalidade no processo. Apesar da posição da STM, o Ministério Público admite entrar na Justiça caso a concorrência seja mantida. Em entrevista a rádio no fim de agosto, o promotor Marcelo Milani confirmou ter pedido ao Metrô para cancelar a licitação. Milani deu 30 dias para o governo do estado se pronunciar, período contado a partir de 31 de agosto. Em caso de cancelamento da licitação da linha cinco, o processo para a abertura de uma nova concorrência poderá demorar mais de um ano.

Por Renato Lobo, com as informações da Jovem Pan

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios