CPTM

Ferroanel: SP e União assinam ordem de serviço de estudo

Foto: Ricardo Guimarães | Diário da CPTM

Parceria entre o Estado de São Paulo e o Governo Federal vai possibilitar o início de estudos para o Ferroanel. Segundo publicação da Revista Ferroviária, a ordem de serviços para o Estudo Funcional e de Demanda do Ferroanel e Acesso a Santos deve ser assinada nesta terça feira (28/06).


Segundo o site, o levantamento será feito pelo Consórcio Ferroanel Paulista, vencedor de licitação internacional no início deste ano, que terá um ano para concluir os estudos. O projeto inclui ainda o estudo de demanda de cargas para a região metropolitana, que definirá o modelo de financiamento e o tipo de concessão (privada ou público-privada). Tudo isto vai custar dos cofres públicos, cerca de R$ 4 milhões.


É evidente que o tal Ferroanel já está mais do que atrasado, por grande culpa dos governos que continuam a eleger o transporte rodoviário como a grande solução para o escoamento das mercadorias produzidas no nosso país, ainda que este sistema custe mais caro para o Brasil, e que representa um dos maiores vilões da qualidade do ar.


O usuário da CPTM sofre diretamente, já que grande parte do dia, os trens urbanos são obrigados a dividir espaço com composições cargueiras, o que acarreta maiores intervalos, e maior tempo de parada nas estações, o famoso “´paramos para aguardar a movimentação do trem a frente”. Com trens de carga circulado dentro da atuação da CPTM nunca teremos um serviço similar ao do metrô em questão de frequência de trens.


Outro ponto importante com a construção do ferroanel, e a saída dos trens cargueiros nas linhas urbanas de passageiros, é a possibilidade da reforma das estações da linha 7 – rubi, com a remodelação das plataformas mais próximas do trem, evitando o abismo entre trem e a plataforma. Hoje parte das estações não podem ter esse tipo de reforma por conta das do fluxo das composições cargueiras que trafegam por elas.



Renato Lobo é Técnico em Transporte Sobre Pneus e Transito Urbano.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios