Justiça nega pedido de ciclistas para velocidade nas marginais

A Justiça negou nesta quinta, 25, pedido da Ciclocidade para que a Prefeitura de São paulo reduzisse as velocidades nas marginais Pinheiros e Tietê.

 

A juíza Carolina Martins Clemencio Duprat Cardoso negou o novo pedido citando o entendimento vigente do Tribunal de Justiça, de que “o aumento do limite de velocidade nas marginais nos moldes realizados pela municipalidade não se reveste de ilegalidade manifesta, situando-se, em princípio, no âmbito da discricionariedade administrativa”.

 

Carolina lembrou ainda dois pedidos, opostos a este, da OAB: moveu ação contra a redução das velocidades pela gestão Fernando Haddad e depois contra o aumento dos limites pela gestão Doria.

 

Como os processos serão analisados em conjunto, ela considerou “prudente que o exame acurado do mérito seja realizado por ocasião da sentença”. Prefeitura, OAB, ciclistas e Ministério Público poderão produzir provas para sustentar seus argumentos antes da decisão.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.