Acidentes de trânsito fatais tem queda de 25% em janeiro em São Paulo

No primeiro mês da nova gestão Doria, os acidentes fatais no trânsito de São Paulo tiveram redução de 25% comparado com o mesmo mês de janeiro do ano passado, de 81 óbitos para 60.

Comparado com o dezembro de 2016, a queda foi de 30%. Naquele mês a cidade teve 86 mortes.

Em janeiro deste ano, os atropelamentos foram as principais causas de mortes no trânsito e representaram 40% das ocorrências, ou 24 casos. Os acidentes com motocicletas aparecem em segundo lugar com 35% das mortes.

No fim de janeiro, a prefeitura aumentou as velocidades das marginais. Segundo o secretário municipal de Transportes, Sergio Avelleda, ao longo do ano passado 21 pessoas morreram em acidentes de trânsito nas duas Marginais, contra 46 ocorrências em 2015. O total de acidentes com vítimas também caiu de 740 para 460 no mesmo período


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

6 Comentários deste post

  1. caio faltou a fonte dos números.

    Alexandre i / Responder
  2. Ainda cairá mais se houver um melhor controle e educação no trânsito para os motociclistas.

    Felix / Responder
  3. A vitória é da cidade, mas ela ainda é feita com mudanças da gestão anterior. Além disso, comparações de meses como dezembro e janeiro, não costumam ser interessantes, por questões de sazonalidade. Dezembro possui fluxo diferente de janeiro e portanto, a comparação deveria ser entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

    Infelizmente, trata-se de uma matéria partidária, com o único objetivo de inflar “ações” da nova gestão vs antiga gestão.

    Jose Rocha / Responder
    • A comparação foi exatamente essa, de Janeiro desde ano com Janeiro do ano passado, releia a notícia. Portanto não existe sazonalidade. Mas de fato ainda é muito cedo pra afirmar qualquer coisa, so la pro meio do ano pra saber se a tendência foi de aumento ou redução dos acidentes.

      Adail / (em resposta a Jose Rocha) Responder
  4. Sem fonte não acredito, parece mais pra mascarar, ao aumento nas marginais, das velocidades.

    Rodrigo Santos / Responder
  5. Bom, se a redução for real, ótimo! O que deve ser avaliado agora é daqui pra frente, se melhorar, maravilha, se não melhorar, que ideias novas sejam pensadas (ou ideias antigas evoluam)

    O.Juliano / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*