Terminal São Bernardo sem obras | Renato Lobo - Via Trolebus
Ônibus

Três anos depois, BRT anunciado no lugar de Metrô ainda não saiu do papel

O mês de julho de 2022 terminou sem o inicio das do corredor de ônibus que vai ligar São Bernardo do Campo e São Paulo, passando por Santo André e São Caetano do Sul. Há três anos, o ex-governador João Doria anunciava o fim do projeto da Linha 18-Bronze e no lugar um sistema de corredor de ônibus.

O chamado BRT-ABC foi defendido pela gestão do ex-governador João Doria como solução para extinto projeto da Linha 18-Bronze do Metrô, em forma de monotrilho. O sistema de ônibus será mais barato que o monotrilho, mas a longo prazo a conta poderá não ser tão vantajosa, já que modal escolhido pelo estado será mais lento, terá capacidade menor, e não será integrado totalmente no ponto da vista da tarifa com a malha metroferroviária com mais de 300 quilômetros.

No final de semana, o site Metrô/CPTM publicou um artigo lembrando que a “população do ABC Paulista poderia estar a um ano de contar com a Linha 18-Bronze“.

Obras, mas só em um trecho

A nova promessa, de acordo com o Diário do Grande ABC, são obras em agosto em apenas 4,3 quilômetros, entre o Terminal Metropolitano de São Bernardo às avenidas Lauro Gomes e Winston Churchill, na divisa com Santo André.

Segundo a publicação, o governo do Estado aguarda uma última licença ambiental junto à Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), que deve ser obtida na primeira semana do próximo mês, para colocar a obra em curso.

Com a palavra, a EMTU

Em nota ao Via Trolebus, a EMTU informou que “em 2 de junho, foi assinada a licença ambiental prévia da Cetesb, necessária para o início das obras viárias do BRT-ABC“. Segundo a gerenciadora do transporte intermunicipal, “os trabalhos começaram em fevereiro pelas adaptações e ampliação do Terminal Metropolitano São Bernardo”.

Em agosto seguirão para um trecho de 4,3 km do município, entre o terminal e a Av. Lauro Gomes com a Av. Winston Churchill. Após essa fase, seguirá os próximos trechos sentido São Paulo.

A previsão é de que a operação completa seja iniciada em 2023, segundo a EMTU. São previstos R$ 860 milhões de investimentos da iniciativa privada.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios