Trem de Carga

3 projetos de ferrovias na América do Sul que ligariam o Atlântico e o Pacífico

A China é o principal parceiro comercial do Brasil, e o país asiático a maior economia do Brics, agrupamento de países de mercado emergente em relação ao seu desenvolvimento econômico. Portanto, seria muito viável no ponto de vista de escoamento de mercadorias, uma ligação entre capitais brasileiras e o oceano pacifico.

Existem ao menos dois projetos de ferrovias que fariam esta ligação, além de uma terceira de países vizinhos. Confira acima em nosso canal no YouTube, ou abaixo no texto:

1 – Ferrovia entre o Brasil e o Peru.

A chamada Bioceânica teria 5.000 km no total, ligando ferrovias já existentes no Brasil e Peru. A intenção é tornar o Peru um hub central para o oceano Pacífico na América do Sul.

O governo brasileiro estima que a parte da ferrovia a ser construída no país custará R$ 40 bilhões. Trechos da Bioceânica entraram no plano de investimentos que a presidente Dilma Rousseff. No projeto original, a ferrovia começa no porto de Açu (RJ), passa por Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Acre e, de lá, segue para o Peru. Havia discussões de conectar a malha de São Paulo com o novo eixo.

Mas o projeto é polêmico, sendo que cerca de 1.000 km passam pela cordilheira dos Andes, além ter um impacto ambiental enorme, pois atravessaria pântanos, florestas e comunidades isoladas.

2 – Ferrovia entre Paranaguá e porto chileno de Antofagasta.

Chineses buscavam uma parceria em obras de infraestrutura, com grande interesse na execução do projeto do corredor também chamado de bioceânico, que ligaria os portos de Paranaguá, ao de Antofagasta, no Chile. O Paraná já conta com uma linha férrea de Paranaguá até Cascavel, no Oeste do Estado. A ideia é continuar o trajeto até Foz do Iguaçu, já na tríplice fronteira, e então iniciar o trecho internacional. O eixo ferroviário cortaria o sul do Paraguai e a Argentina.

O projeto chegou a ser discutido pelo atual governo do Estado do Paraná.

3 – Ferrovia entre Buenos Aires e Santiago do Chile.

A capital da Argentina e a capital do Chile também estão no radar de um projeto ferroviário que busca interligar as duas cidades, passando por Mendoza.

O projeto resgataria o antigo Ferrocarril Trasandino Los Andes-Mendoza, conhecido no Chile oficialmente como Ferrocarril Trasandino Chileno (FCTC) e na Argentina como Ferrocarril Trasandino Argentino (FCTA). Foi uma ferrovia que ligava a cidade chilena de Los Andes e a cidade argentina de Mendoza. Foi inaugurada em 5 de abril de 1910 após superar muitas dificuldades nos anos anteriores. Operou até o ano de 1984.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios