SPTrans

Idec e Defensoria entram na justiça contra cortes no vale-transporte em SP

Uma ação pública movida pela Defensoria Pública de São Paulo e o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), contra a Prefeitura de São Paulo, pede a volta de quatro embarques para o vale-transporte na capital. A ação também quer que o valor no método de pagamento seja igual a modalidade comum.

Desde o dia 1º de março, o meio de pagamento foi reduzido de quatro para dois embarques, e ganhou uma hora a mais na integração.

Os órgãos dizem que a mudança prejudica especialmente a população menos favorecida e vulnerável que vive nas periferias, além de perda de competitividade dos trabalhadores de regiões mais distantes, já que as empresas terão que pagar um valor maior para contratar as pessoas que residem mais longe dos postos de trabalho.

A ação ainda pede que o poder público indenize os passageiros que sofreram as mudanças, assim como uma indenização por danos coletivos, em valor não inferior a R$ 8 milhões.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!