Monotrilho

Linha 18-Bronze terá “um novo formato”, diz Doria

Em entrevista coletiva na entrega da estação Campo Belo, da Linha 5-Lilás, o secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, disse que não é possível o início das obras do monotrilho da Linha 18-Bronze, por conta da expiração do decreto de desapropriação. “Falou planejamento, faltou ação”, disse o titular da pasta, se referindo ao governo que antecessor.

Já o governador de São Paulo, João Doria, disse que haverá mudanças no projeto, sem dizer que uma eventual troca do meio de transporte será de fato adotada.

“Vamos modificar este formato. Teremos um outro formato que não vai exigir R$ 600 milhões de pagamento e desapropriações”, disse o governador. Segundo Doria, a solução que será apresentada em breve, será uma solução “conclusiva“.

Apesar de não confirmar oficialmente, o governo estadual trabalha na adoção de um corredor de ônibus do tipo BRT- Bus Rapid Transit, como uma possível alternativa no lugar do projeto do monotrilho, que ligaria a estação Tamanduateí até Djalma Dutra, em São Bernardo do Campo. O BRT teria dois possíveis traçados.

Uma PPP-Parceria Público-Privada foi assinada o consórcio Vem ABC para operação e construção dos trens aéreos, mas o governo estadual teve problemas em obter financiamento para desapropriações, necessárias para a construção das estações.

Colaboração: Diário do Transporte

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Essa é na pior ideia que eu já vi! Mudar o modal por causa de quantias em deterioração dos usuários. Além do que o governo terá de indenizar a concessionária. É o cúmulo!

  • BRT – Brasileiro tem uma obsessão por ônibus. São latas de sardinha. Como será uma via segregada, por que não a construção de um VLT? (0% poluente, média capacidade e menos ruído)! Sem contar que sua manutenção é mais barata do que um metro pesado e pode chegar até menos que um ônibus. As viagens do Dorinha para fora do país não foi muito benéfica não. Enquanto prefeito, deu essa desculpazinha para ir a Europa estudar a malha de transporte e voltou falando muito dos VLTs. Acho que a mafia dos ônibus sempre irá prevalecer e ganhar nesse estado, vide o prefeito que está cortando vários benefícios e só aumentando o valor da passagem. Alguma coisa aí tem!

  • Estou sem palavras para expressar o tamanho da minha antipatia em relação a esse ser João Dória. Nunca gostei dele, nem mesmo quando ele era apresentador daquela porcaria de programa Show Business agora menos ainda como governador, vai ganhar uma bora grana por fora com a implantação dessa porcaria de BRT e quem se ferra é a população.

    Deveriam armar um enorme protesto contra essa ideia ridícula, fazer mobilização gigantesca em frente ao palácio dos Bandeirantes.
    E que escolha ridícula esse Baldy, politicagem na cara dura.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!