Mobilidade Urbana

A aprovação do fim do rodizio de veículos e a carrodependência Paulistana

8mar2013tran

Os vereadores da cidade de São Paulo aprovaram em surdina o fim do rodízio de veículos, em votação simbólica na tarde de quarta-feira (28). O autor do projeto de lei é o vereador Adílson Amadeu (PTB). Este tipo de votação no plenário da Câmara acontece quando não há registro nominal de votos por isso foi rápida e o resultado foi anunciado pelo presidente José Américo (PT) em menos de um minuto. Mas para quem comemorou a decisão, o líder do governo na Câmara, vereador Arselino Tatto (PT), garante que o projeto será vetado. O projeto de lei de 2006 estava fora da pauta desde 2007, quando foi votado pela primeira vez.

O rodízio restringe a circulação de veículos no Minianel Viário da cidade nos períodos da manhã, das 7h às 10h, e da tarde, das 17h às 20h, de acordo com o final da placa e o dia da semana.
“São Paulo tem 7,3 milhões de veículos, dos quais 2,3 milhões não pagam nada. O governo tem de tirar esse montante da rua, que é o fluxo excluído pela restrição todos os dias”, argumentou Amadeu.

Por outro lado, O líder do PT na Câmara, o vereador Alfredinho, afirmou que a aprovação do projeto que acaba com o rodízio na cidade de São Paulo foi um “cochilo”. “Eu não esperava que o projeto estivesse na pauta. Mas aconteceu. Admito que foi um cochilo, porque eu sei que muitos outros vereadores são contrários. Agora é isso, resta ao prefeito vetar”, disse.

Nota-se que o pensamento pró-carro vem muita vez de cima, e de quem administra a cidade. São Paulo deve ser para as pessoas, e não para os carros, e todos os municípios que conseguiram acabar com o problema da mobilidade, restringiram o uso de automóveis nos centros urbanos, e privilegiaram o uso do transporte público, dos ciclistas e dos pedestres.
Mas no Brasil carro é status, e usado como impulsionador da economia. Vai ser muito difícil ter um administrador público que tenha peito de agir contra este tipo de pensamento, em um país onde eleitores discutem política como debatem rivalidade em time de futebol.

“País rico não é aquele que pobre anda de carro. É aquele que rico anda de transporte público”.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Assuntos

Anúncios

Cadastre-se em nossa newsletter!