Governo de SP adia novamente licitação da linha 15 – Prata

Pela segunda vez, o Governo de São Paulo decidiu adiar a entrega das propostas de empresas da iniciativa privada para a concessão da linha 15 – Prata, do Metrô, operada por monotrilho.

Agora, a nova data será dia 22 de novembro. A primeira data era dia 26 de junho que posteriormente foi postergada para o dia 31 de julho.

A concessão será por 20 anos e o critério para que a empresa ou consórcio seja considerada vencedora do certame é o maior valor de outorga. O lance mínimo para outorga é de R$ 153,3 milhões.

Em nota, a esfera estadual diz que o adiamento por 120 dias foi um pedido de empresas nacionais e internacionais que querem participar do certame.

Com isso, caso não haja mais nenhum adiamento, a assinatura do contrato ficará para o próximo governador, em 2019.

Hoje, a linha 15 opera com 2 estações em operação comercial (Vila Prudente e Oratório) e 4 em operação assistida (São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União). Há a previsão que a estação Jardim Planalto seja inaugurada este mês e em setembro devem ser entregues as estações Sapopemba, Fazenda da Juta e São Matues. A última estação desta fase do ramal prata será a Jardim Colonial, que deve ficar para 2021.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

2 Comentários deste post

  1. Jardim Colonial? Em que ponta ela fica São Mateus ou Ipiranga?

    Tiago Gimenes /

Deixe uma resposta para Tiago Gimenes Cancelar resposta