Move SP se antecipa e já pede rescisão do contrato da Linha 6

Foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira, 19, o pedido de rescisão do contrato da concessionária Move SP, responsável pela construção e operação da linha 6 – Laranja, dpo Metrô, com o Governo do Estado de São Paulo.

Depois de fracassada o acordo para que um grupo de empresas chinesa, brasileira e japonesa para que adquirissem o contrato, o Governo do Estado deu 30 dias para que a Move SP retomasse as obras, a contar a partir do dia 5 de fevereiro.

Na petição, a Move SP culpa “exclusivamente” o governo do Estado pelo fracasso da Parceria Público-Privada: “não fosse pelas dificuldades de gestão do Poder Concedente, a obra seria inaugurada e entraria em operação até 2020, e que para viabilizar a empreitada, teve que se socorrer de financiamentoo bilionário”, diz parte do texto.

As obras da linha 6 pararam no fim de 2016 e, desde então, o Governo de SP vinha dando prazos e mais prazos para que a Move SP retomasse a obra ou que fechasse acordo com outras empresas.

Fonte: MetrôCPTM


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

11 Comentários deste post

  1. Titio Geraldo pode ter uma série de defeitos, mas sejamos francos: Move SP, quem cagou foi você.
    O que impediu o grupo de tocar a obra foi uma tal de Odebrecht, que participou de uma festinha muito louca com muito pixuleco e depois dela não conseguiu pegar nenhum emprestimo.

    Francis /
    • Então pq o governo do Estado não assumiu as obras, afim de evitar os prejuízos causados pelas desapropriações e pela manutenção dos canteiros que viraram criadouros da dengue e outras doenças que geram altos custos para o Estado?

      Ah não….Não tinha um plano B, apostou tudo na iniciativa privada, como se fosse a salvadora da pátria e deu no que deu!

      ah, não tem dinheiro? E os 26 bilhões gastos no rodoanel? e os bilhões gastos em um monte de obras viarias por ai? Isso eles não param, pode atrasar, mas entrega….

      Agora é hora de colher as consequencias da irresponsabilidade, que não é só da empresa Move SP, do governo tb.

      Ainda tem gente que defende um governinho medíocre e lixo como esse…
      Muita ingênuidade, principalmente dessa molecada que não sabe nada da vida e ainda vai ter que aprender a viver muito para ver que o maior bandido é o proprio governo…

      BEM FEITO, só tem o que MERECEM !!!!!!!!!!!

  2. quem quer apostar que a linha 6 vai ser outra gigantesca novela?

    haroldo /
  3. Lógico tá certo SABICHÃO pra mudar tem que chamar o grupo do NINE ???? kkkkk mds que burro.

    Jurandir /
  4. O narigudo vai dizer que não sabia de nada, piada.

  5. Mais uma desse governadorzinho incompetente e medíocre. Vai fazer igual a crise da água, criou o problema e agora quer se sair por cima. Se vira! Se eu fosse líder de um projeto em uma empresa privada e não entregasse, seria demitido. E não importa o motivo. Faça acontecer ou peça para sair.

    Adriano /

Deixe uma resposta