Consórcio Grande ABC quer Linhas 17 e 20 na região

Foto: Sergio Mazzi

Um documento apresentando pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que representa os sete municípios da região, elencou prioridades de investimentos à região, e entre as áreas está a mobilidade urbana. O documento com as demandas foi entregue ao deputado estadual Teonilio Barba, representando a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa.

“Esse conjunto de propostas reflete o nosso Plano Plurianual (PPA) Regional Participativo 2014 – 2017 e as necessidades da população das sete cidades dentro da lógica de atuação regional e metropolitana”, disse o Secretário Executivo do Consórcio, Luis Paulo Bresciani. As demandas superam R$ 7 bilhões.

Entre as propostas está o início da construção da Linha 18 – Bronze e a modernização das estações ferroviárias da linha 10 – Turquesa. O consórcio quer também agilidade na construção de duas linhas para atender a região. Uma delas é a nova 20-Rosa, que está prevista para ligar a Lapa até São Bernardo do Campo, passando por Pinheiros, região da Estação São Judas (linha 1-Azul) e Cursino.

A outra reivindicação é a extensão do Monotrilho da Linha 17-Ouro em Diadema. Seria uma extensão à futura expansão do trem ao bairro do Jabaquara.

O consórcio quer ainda a integração operacional e tarifária dos transportes metropolitanos e a duplicação de rodovias.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

16 Comentários deste post

  1. Eu acho, mas assim, só acho, que deveriam terminar de trocar o sistema de sinalização, terminar o patio capuava, dar aquela reforma na linha para os trens poderem desenvolver toda a velocidade que podem, trocar a frota atual (que demora bastante pra acelerar e se acontece alguma coisa por volta das 23:20 vc tem muitas chances de perder a baldeação no brás – pq o trem num acelera nem nu caccete!!!) ai sim, depois disso, reforma as estações. Estação bonitona não me interessa. quem me leva é os trens. de que adianta ter a estação bonitona se vc fica 30 min parado nela e quando chega algum trem é se arrastando????

    Thiago / Responder
  2. Essa lenda da L17 chegando em Diadema surgiu já faz um tempão… aliás, tudo que se trata de obra do GESP vira lenda

    Gapre / Responder
  3. Não entendo, a demanda entre o terminal Diadema e o Jabaquara é grande, mas, em vez de gastar uma fortuna com essa extensão, coloca Vários SuperArticulados partindo de forma expressa no caminho utilizando o corredor ABD, ou melhor ainda, Coloque Trolebus fazendo este trajeto, simples e rapido. Essa extensão com monotrilho da linha 17 pra mim é politicagem pra ganhar voto com o tão falando e antigo “Metro para Diadema”.

    jildinei / Responder
  4. Hoje é complicado sair de são paulo e chegar em diadema de maneira rápida e segura por sistema coletivo. As demais que ficam mais longe nem pensar.

    Leo Cadio / Responder
    • Pelo metrô até o Jabaquara e depois pelo corredor ABD, não é demorado, pode ser que seja lotado,mas ai em todo lugar com metr^ou trem tbm é,acho desnecessário essa extensão pelo menos por esse trajeto,entre o Jabaquara e Diadema.

      mauri / (em resposta a Leo Cadio) Responder
      • Não é desnecessário. Essa ligação entre Jabaquara e Diadema é saturadíssima. Inclusive que não se trata só de Diadema, mas da região do Jardim Miriam, Cidade Ademar e adjacências também

        Gapre / (em resposta a mauri) Responder
      • Inclusive diminuiria e muito a lotação excessiva dos ônibus no corredor (péssimo, diga-se de passagem) da Cupecê em direção ao Brooklin. A L17 indo até Diadema fará sim com que ela seja altamente demandada, tendo o corredor ABD como complementação, não mais como sistema principal como é hoje

        Gapre / (em resposta a mauri) Responder
        • Se tem demanda pros dois, retiro o que eu falei !

          mauri / (em resposta a Gapre) Responder
          • Tem sim, mauri. Realmente o trólebus do Jabaquara até Diadema não é demorado, mas é muito lotado. Fora os ônibus SPTrans pra região do Jardim Miriam, mais lotados ainda e os do corredor da Cupecê rumo ao Brooklin, que nem se fala. Essa L17 até Diadema seria importantíssima.

            Gapre / (em resposta a mauri)
  5. E por onde seria essa extensão para Diadema? Via rodovia dos Imigrantes ou pela Av. Eng. Armando de Arruda Pereira?
    Acho que não faria muito sentido um monotrilho no mesmo lugar que já tem um corredor de ônibus.
    Além do mais, poderia ser uma ligação direta entre Jabaquara e Diadema pela Imigrantes caso tiver esse monotrilho.

    Leandro Costa / Responder
  6. Além das linhas de Metrô: 18 Bronze da Vila Ema até o Eldorado, as outras linhas: 1 Azul vai do Tremembé até São Bernardo do Campo, 20 Rosa da Casa Verde até Santo André, 17 Ouro do Jaguaré até o Ipiranga & 15 Prata da Vila Prudente até a Vila Maria

    Michell / Responder
  7. Querer e uma coisa, fazer e outra.

    Rodrigo Santos / Responder
  8. São fundamentais para a região, mas no ritmo das entregas do Estado só sai de 2030 pra frente…

    MARCOS A S CARDOSO / Responder
  9. Nada mais do que pura politicagem.
    Em ano eleitoral o que não falta são invenções mirabolantes que nunca serão executadas.

  10. O governo federal está quebrado, sem condições de dar o aporte para esta obra. Podem esquecer…

    Ed / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*