Monotrilho

Como opera o monotrilho mais lotado do mundo?

Tóquio tem o monotrilho mais cheio do mundo. O meio de transporte japonês liga o Aeroporto Haneda e os bairros Ōta, Shinagawa e Minato. A linha conta com 17,8 quilômetros, atende 11 estações, e segue uma rota predominantemente elevada de norte a sul que segue a costa oeste da Baía de Tóquio.

É operado pela Tokyo Monorail Co., Ltd., que é propriedade conjunta da JR East , Hitachi e All Nippon Airways. Transportou uma média de 140.173 passageiros por dia em 2018. Foi aberto em 17 de setembro de 1964.

Todo o material rodante que foi operado ou é operado atualmente, foi construído pela Hitachi Rail. Em 2020 , o Monotrilho de Tóquio opera três tipos de trem: série 1000 , série 2000 e, mais recentemente, série 10000. Todas as composições funcionam em uma configuração de seis carros e são capazes de operar a velocidades de até 80 km/h.

Cada carro tem uma combinação de bancos voltados para o corredor, bancos voltados para a frente e para trás e bancos no centro do corredor. Os trens também contam com espaço extra para bagagem de mão, como uma comodidade para os viajantes aéreos. Os trens mais novos foram introduzidos em julho de 2014.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Renato, apenas uma correção – o monotrilho com o maior volume de passageiros fica em Chongqing na China e faz parte da rede de metro local. Sao duas linhas, a 1 com uma media de 675.000 passageiros dia e a linha 2 com uma media de 235.000 pax/dia (dados chineses – levar “cum grano salis”). No entanto nada tira o titulo do Tokyo Monorail de ser o segundo mais antigo do mundo (depois do de Wuppertal na Alemanha) e de ser um dos melhor sucedidos. Eu tive a oportunidade de usa-lo alguns anos atras e funciona bem, com alguns incômodos – a disposição dos bancos e o piso ressaltado do material mais antigo dificultam a vida do passageiro com malas grandes, assim como a incomoda e limitada baldeação para JR Yamanote e JR Keihin Tohoku em Hamamatsucho.

Publicidade

Anúncios