Foto: Renato Lobo | Via Trolebus
CPTM

Concessão da CPTM é destaque na mídias especializada internacional

A Concessão das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, foram destaque em diversos sites internacionais que abordam o tema, entre eles o Rail Journal.

A publicação detalha os pontos já informados como o prazo de concessão que será de 30 anos, e que o vencedor deve também supervisionará a modernização, extensão e atualização das duas linhas, que serão financiadas por meio de um investimento de R $ 3 bilhões previsto em contrato. A sessão pública para o recebimento das propostas ocorrerá em 2 de março de 2021.

O texto ainda destaca a extensão da Linha 9 em 4,5 km, que irá adicionar uma nova estação em Mendes-Vila Natal em 2021, e outra em Varginha em 2022. A terceira estação na Estação Dias João, entre Santo Amaro e Granja Julieta, está sendo construído pelo setor privado com um investimento de R $ 60 milhões (US $ 11,7 milhões). A conclusão está prevista para o segundo semestre de 2021.

A postagem ainda menciona que as obras de extensão foram retomadas em janeiro de 2020, após uma pausa no final de 2016 devido a atrasos no repasse de recursos federais.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

comentários

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Não vejo vantagem para a população a privatização das linhas 8 e 9 da CPTM. Os concessionários vão expandir a linha 9 até Varginha? A linha 8 , na minha opinião, deveria ser expandida até Mairinque e de Mairinque deveria partir um trem regional até Campinas passando por Itu, Salto de Itu e o aeroporto de Viracopos. O provável concessionário não irá realizar estas obras. Além disto vi neste site que as linhas 8 e 9 são superavitárias ao contrário das demais linhas da CPTM. Assim a CPTM, só ficará com as linhas que dão menos superavitárias ou que são deficitárias. Para mim, parece que estão privatizando os lucros e socializando os prejuízos. Quanto à questão de transporte coletivo até nos Estados Unidos o transporte coletivo é subsidiado.

    • Concordo com você Marcos. Infelizmente as “cabeças pensantes”, envolvidas nestas questões, não veem as verdadeiras necessidades dos usuários. A mobilidade urbana é tratada de forma tacanha e inadequada em nosso pais e todos sofrem. Houve um erro enorme no passado, ao se abandonar as ferrovias para dar vez as rodovias e as mesmas hoje são deficitárias e causam problemas e gastos que nenhuma concessão existente, conseguiu resolver de forma conveniente. Esse é o preço que pagamos por tantos erros, ainda que vivamos no Estado mais desenvolvido da União.

Publicidade

Anúncios