VLT

MetrôRio leiloa VLTs que foram usados em “pré-metrô”

O Metrô Rio está leiloando 26 trens articulados Cobrasma desativados. O ação será online por meio de uma plataforma digital. Parte desta frota do Rio acabou sendo emprestado para operação do finado VLT de Campinas. A companhia agrupou todas as composições em um lote único, que pode ser arrematado até o dia 09 de novembro de 2020, com lance inicial para aquisição de R$ 520 mil.

Os VLTs tem capacidade para 218 passageiros (sendo 59 sentados e 159 em pé), e foram utilizados na Linha 2 do MetrôRio, entre 1981 e 2004, no período de pré-metrô. As composições possuem 25,5 metros de comprimento, 2,7 metros de largura e alcançam até 80 km/h.

Os trens estão disponíveis para visitação mediante agendamento prévio, respeitando todas as normas dos órgãos sanitários, segundo a leiloeira. Para maiores detalhes dos lotes disponíveis, basta acessar o site.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Estes carros do VLT fabricados pela COBRASMA devem ser mais resistentes. A COBRASMA foi uma grande construtora de trens metropolitanos e metrôs. Usava tecnologia importada e desenvolvia tecnologia própria. Além de ser uma empresa de capital brasileiro. Muito triste esta onda globalização. E o nosso parque industrial nacional ir desaparecendo e implantando industrias estrangeiras. O Brasil se mantém em alguns setores como se fôssemos colônia e não um país independente.

Publicidade

Anúncios