Recordar é viver

Anuncio de 1997 mostrava primeiro trem do Brasil com ar condicionado

O ano era 1996, e a malha paulista sobre trilhos operada pela novata Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM sofria grandes distúrbios, por conta das condições precárias de serviço. Em 1996, a operadora transportava 835 mil passageiros por dia.

Superlotação, surfe ferroviário, panes, assédio contra mulheres, comércio ambulante, entre outros, eram problemas enfrentados diariamente pelos passageiros, o que culminada em frequente tumultos. Apenas 65% da frota possuía condições mínimas de operação. Foi então anunciado um plano de reforma dos trens e da aquisição de novos.

Alguns não tão novos assim, mas que foram vendidos como zerados: são os trens da série 2100, que ainda fazem parte da frota da operadora como reserva.

Série 2100 da CPTM na Extinta estação Campo Grande, quando trem metropolitano atendia a Vila de Paranapiacaba

O primeiro 2100 realizou sua viagem inaugural em 24 de abril de 1998, tendo como passageiro o governador Mário Covas. O anúncio do governo apontava como o primeiro trem com ar condicionado do Brasil. Outros itens que chamam a atenção são a música ambiente e os vidros da janela com filtro solar.

A composição tinha partidas lentas, mas acabou caindo no gosto dos usuários, sobretudo da Linha 10-Turquesa, ferrovia que o Espanhol operou por mais tempo, e que na sua saída ocasionou em reclamações de alguns passageiros nas redes sociais.

Sobre o autor do post

Renato Lobo

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

Comente!

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Anúncios